O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

MANIÇOBA

Sua preparação demora cerca de uma semana, pois a folha da maniva (a planta da mandioca), depois de moída, deve ser cozida durante, pelo menos, quatro dias. Após esse tempo, acrescenta-se charque, toucinho, bucho, mocotó, orelha, pé e costeleta salgadas de porco, além de chouriço, lingüiça e paio, praticamente os mesmos ingredientes de uma feijoada completa. Daí ser conhecida como a feijoada paraense.

INGREDIENTES – para cerca de 30 pessoas:
· 2 paneiros de folhas de mandioca ( maniva ) ;
· 2 quilos de toucinho branco;
· 2 quilos de toucinho defumado; 
· 2 quilos de pé de porco salgado 
· 2 quilos de orelha de porco salgada 
· 2 quilos de língua de porco salgada 
· 2 quilos de rabo de porco salgado 
· 2 quilos de lombo de porco salgado 
· 2 quilos de costela de porco salgada 
· 1 1/5 quilo de paio 
· 1 1/5 quilo de chouriço 
· 1 1/5 quilo de lingüiça de porco 
· 4 quilos de bucho de boi 
· 4 quilos de charque

MODO DE FAZER:

Retire os talos da maniva e vá moendo. Coloque a maniva para ferver em fogo brando por 72 horas em panela grande com água. É necessário mexer de vez em quando, para que as folhas não grudem no panelão. Acrescente água quando achar necessário, contanto que a massa nunca fique seca.
Depois de 72 horas, coloque o toucinho (inteiro). Deixe ferver por mais um dia, em fogo brando, sempre acrescentando água e dando no mínimo três boas mexidas por período (manhã, tarde e noite).
No quarto dia, ponha as carnes salgadas e o charque de molho para tirar o excesso de sal.
No quinto dia, é a vez do bucho, que entra na panela em pedaços. Antes, escalde bem o bucho. Corte as carnes salgadas, lave bem e afervente. Junte tudo e ponha no panelão para ferver, desligando o fogo quando for dormir.
No sexto dia, corte o paio, o chouriço e a lingüiça em rodelas. Deixe ferver até o dia seguinte, quando a maniçoba estará pronta. O ponto pode ser dado pela cor que, de verde vivo passa a verde musgo quase preto.
Agora é só servir com arroz branco e farinha de mandioca.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

0 resposta em “MANIÇOBA”