O catamarã Bom Jesus IV, que faz o trecho Belém-Ponta de Pedras, no arquipélago do Marajó, naufragou hoje por volta de 17h, em frente a Vila do Conde. O casco rachou, entrou água na embarcação, que adernou e começou logo…

O empresário e político Carlito Begot, ex-vice-prefeito de Ananindeua(PA), protagonizou cena chocante no condomínio Lago Azul, reduto de endinheirados, na noite do domingo passado, 23, em um píer destinado à pesca “pesque-e-solte”. Um grupo fisgou um pirarucu com cerca de…

A alteração da turbidez do rio Tapajós resulta de, ao menos, duas fontes sedimentares distintas: o rio Amazonas e a atividade garimpeira no médio e alto Tapajós, além de usos da terra que causam desmatamento e exposição do solo. Apenas…

A promotora de justiça Ângela Maria Balieiro Queiroz, pelo Ministério Público do Estado, e o procurador Patrick Bezerra, do Ministério Público de Contas do Pará, acompanharão a contratação da obra de reconstrução da ponte Enéas Pinheiro, que interliga os distritos…

MANIÇOBA

Sua preparação demora cerca de uma semana, pois a folha da maniva (a planta da mandioca), depois de moída, deve ser cozida durante, pelo menos, quatro dias. Após esse tempo, acrescenta-se charque, toucinho, bucho, mocotó, orelha, pé e costeleta salgadas de porco, além de chouriço, lingüiça e paio, praticamente os mesmos ingredientes de uma feijoada completa. Daí ser conhecida como a feijoada paraense.

INGREDIENTES – para cerca de 30 pessoas:
· 2 paneiros de folhas de mandioca ( maniva ) ;
· 2 quilos de toucinho branco;
· 2 quilos de toucinho defumado; 
· 2 quilos de pé de porco salgado 
· 2 quilos de orelha de porco salgada 
· 2 quilos de língua de porco salgada 
· 2 quilos de rabo de porco salgado 
· 2 quilos de lombo de porco salgado 
· 2 quilos de costela de porco salgada 
· 1 1/5 quilo de paio 
· 1 1/5 quilo de chouriço 
· 1 1/5 quilo de lingüiça de porco 
· 4 quilos de bucho de boi 
· 4 quilos de charque

MODO DE FAZER:

Retire os talos da maniva e vá moendo. Coloque a maniva para ferver em fogo brando por 72 horas em panela grande com água. É necessário mexer de vez em quando, para que as folhas não grudem no panelão. Acrescente água quando achar necessário, contanto que a massa nunca fique seca.
Depois de 72 horas, coloque o toucinho (inteiro). Deixe ferver por mais um dia, em fogo brando, sempre acrescentando água e dando no mínimo três boas mexidas por período (manhã, tarde e noite).
No quarto dia, ponha as carnes salgadas e o charque de molho para tirar o excesso de sal.
No quinto dia, é a vez do bucho, que entra na panela em pedaços. Antes, escalde bem o bucho. Corte as carnes salgadas, lave bem e afervente. Junte tudo e ponha no panelão para ferver, desligando o fogo quando for dormir.
No sexto dia, corte o paio, o chouriço e a lingüiça em rodelas. Deixe ferver até o dia seguinte, quando a maniçoba estará pronta. O ponto pode ser dado pela cor que, de verde vivo passa a verde musgo quase preto.
Agora é só servir com arroz branco e farinha de mandioca.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

0 resposta em “MANIÇOBA”