Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

O juiz federal Henrique Jorge Dantas da Cruz condenou a União e o Estado do Pará à obrigação de fornecer Cerliponase Alfa (Brineura®) a uma criancinha de quatro anos durante todo o período de tratamento, sem interrupção. O remédio deverá…

A Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia Legislativa aprovou à unanimidade, hoje (15), as contas do governador Helder Barbalho relativas ao exercício de 2020. Conforme o relatório do presidente da CFFO, deputado Igor Normando (MDB), a receita bruta…

Petição por área verde em Belém





A Associação dos Moradores do
Conjunto Santos Dumont II, o Fórum Belém e o Observatório Social de Belém estão
liderando uma petição pública ao superintendente do Patrimônio da União no Pará,
Lélio Costa da Silva, e ao prefeito Zenaldo Coutinho(PSDB),  em favor de uma área verde para Belém.
É que na entrada do Conjunto
Santos Dumont II, na Travessa Perebebuí com a Av. Visconde de Inhaúma, há uma
área arborizada, cuidada pelos moradores há 32 anos, com cerca de 23m X 100m, e
que pertence à União, onde  um órgão
público pretende construir sua sede.
A turma quer que o terreno continue
prestando serviço ambiental e social. Belém precisa de
áreas verdes, principalmente nessa zona do Marco e Pedreira, que passa por boom
imobiliário.
A importância da preservação do
meio ambiente e da qualidade de vida da população levou o prefeito Zenaldo
Coutinho a assinar a carta de compromisso do Programa Cidades Sustentáveis. No
Eixo Bens Naturais Comuns, o objetivo geral do programa é: assumir plenamente
as responsabilidades para proteger, preservar e assegurar o acesso equilibrado
aos bens naturais comuns. E o objetivo específico: proteger, regenerar e
aumentar a biodiversidade, ampliar as áreas naturais protegidas e os espaços
verdes urbanos.
Por isso, está sendo pedido à
SPU que o terreno seja transferido à Prefeitura de Belém, em definitivo, com a
finalidade de continuar sendo um oásis no centro urbano. Detalhe: os moradores
do Conjunto assumem a responsabilidade cidadã de continuar a cuidar da área, de
suas árvores e da grama, como fazem há três décadas, sem apoio do Município.
Quem quiser assinar a petição é
só clicar aqui.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *