O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

Salário de motorista do MPE faz inveja a doutor

Acreditem.
No MPE-PA, os motoristas ganham, em média, R$7.483,73, salário que faz inveja a
muito profissional com doutorado. Já os auxiliares de serviços gerais recebem
na faixa de R$3.982,23. As duas funções exigem escolaridade em nível
fundamental e ainda fazem jus a benefícios tais como férias, abonos, licença-prêmio
e décimo-terceiro salário e, ainda, aposentadoria e pensão. A remuneração é
cerca de 337,69% superior ao da atividade terceirizada.

Quem
descobriu esses dados espantosos foi o deputado Raimundo Santos(PEN),
presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Alepa e relator do projeto de
lei complementar nº 130/2013, de iniciativa do Ministério público estadual, que
dispõe sobre a extinção dos cargos de nível fundamental no âmbito do MPE-PA. Ao
elaborar seu parecer, ele  baixou
diligência solicitando ao Procurador Geral de Justiça, Marcos Antonio das
Neves, informações comparativas das vantagens da terceirização de mão de obra,
como pretendido pela instituição, o que foi providenciado através do ofício nº
1278/2013-MP/PA-PGJ.

O
PGJ quer contratar na iniciativa privada motoristas por R$2.216,16 e auxiliar
de serviços gerais com salário de R$2.329,66 para jornada semanal de 44h,
contabilizando ganho considerável de tempo e disponibilidade de mão-de-obra,
além da economia, ao comparar os afastamentos por doença e outras faltas dos
servidores efetivos com as dos empregados contratados, que seriam substituídos
imediatamente.  E garante que não haverá
prejuízos aos atuais ocupantes de tais cargos efetivos no MPE-PA, ficando
assegurados todos os seus direitos e vantagens até a aposentadoria, inclusive promoção
ou progressão, assim como àqueles eventuais candidatos ao ingresso no serviço
público por meio de concurso.

O
projeto já foi aprovado na CCJ e deve ir à votação em plenário amanhã.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *