A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Repúdio à infâmia contra jornalista

A jornalista esportiva Syanne Neno foi covardemente agredida ontem, através da rede social Twitter, como mulher, mãe e profissional, pelo radialista Abner Luiz Araújo, que atacou sua honra utilizando referências impublicáveis, com viés misógino, que qualquer pessoa com valores morais e éticos seria incapaz de cometer. 

A Constituição Federal consagra a dignidade humana e proíbe qualquer discriminação em razão de sexo, estado civil e situação familiar e deu à mulher os mesmos direitos e deveres na família. Afora as mudanças legislativas, nossos tribunais também contribuíram para que as mulheres fossem equiparadas aos homens. Através de decisões emblemáticas alteraram várias práticas discriminatórias e serviram de inspiração para muitos artigos da nossa nova legislação civil.

Homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos da Constituição. Isto significa que não pode haver qualquer tipo de discriminação na família, no trabalho nem na sociedade. Devem ser tratados com igual respeito em qualquer situação e ambiente social.


Como cidadã, jornalista, advogada, mulher e mãe, repudio veementemente a infâmia de que foi vítima Syanne Nenno, uma mulher, mãe e profissional que merece todo respeito e que é pioneira na cobertura futebolística no jornalismo parauara. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *