Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Presidente do Paysandu veta acesso a jornalistas

Durante o jogo do Paysandu contra o Náutico, na sexta-feira passada, o jornalista esportivo Cláudio Guimarães, da Rádio Clube, criticou o técnico Dado e o presidente do clube, Alberto Maia, em seu perfil pessoal no Twitter. Postou: “Dado só colocou meias Raí e Rafael Costa no fim. Não está à altura do Papão e digo desde o ano passado. Ele e o presidente“. Foi o suficiente para um veto a todos os veículos da RBA, que agora não podem acessar o estádio da Curuzu e nem a sede social, inclusive com proibição de entrevistas, em todo o território nacional. O blog tentou ouvir o presidente bicolor, através da assessoria de comunicação. Mas a resposta, lacônica e imediata, foi de que “o clube não vai se pronunciar sobre o assunto”, no melhor estilo do Armando Falcão, na ditadura militar, que só dizia: “nada a declarar”. Parece exagero, e é, além de um desrespeito aos profissionais da imprensa e a toda a sociedade, que tem direito à informação livre. Além do que o Paysandu é bem maior do que seu dirigente. Com a palavra, o  Sindicato dos Jornalistas do Pará, o Sindicato dos Radialistas do Pará, a Aclep – Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Pará, e o distinto público.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *