O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

O fator Helenilson Pontes

Foto: Fernando Nobre
O jantar de aniversário do vice-governador Helenilson Pontes(PSD), em sistema de adesão, numa churrascaria de Belém, ontem, foi prestigiado por prefeitos – havia uns 50 -, vice-prefeitos, vereadores e lideranças políticas e empresariais de todos os quadrantes do Pará, além da região metropolitana.
Até prefeitos de partidos adversários na campanha deste ano foram lá, além de secretários de Estado, servidores públicos, o governador Simão Jatene com a esposa, e os presidentes da Federação das Indústrias do Pará – Fiepa, da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará – Faepa, da Associação Comercial do Pará – ACP, do Sindicato da Indústria Mineral do Pará – Simineral, da Associação Paraense de Supermercados – Aspas e da Associação Brasileira de Supermercados – Abras.

Helenilson não vai mais assumir o governo a partir de abril, como estava previsto. Jatene não vai mais renunciar e nem se licenciar do cargo, como chegou a anunciar várias vezes. Isto porque, no íntimo, o governador alimentava o desejo de não mais se candidatar, mas as pressões, originadas no próprio ninho tucano e nos partidos da base aliada, não lhe deixaram outra alternativa a não ser a recandidatura e a permanência no mandato. Como se sabe, quando uma brecha se abre no poder, o movimento para ocupar a vaga é imediato. Sem ter preparado sua sucessão e diante da necessidade de enfrentamento da candidatura de Helder Barbalho, em conjunto ou separadamente com o PT, tendo ainda como terceira via a ex-deputada Araceli Lemos pelo PSOL, Jatene é o único capaz de manter unida a coligação que o elegeu e disputar com chances de vitória o pleito deste ano. Ainda mais depois da fuxicada que fizeram perante a comissão executiva nacional do PSDB no sentido de que, se Helenilson assumisse o governo, apoiaria Dilma Rousseff e não Aécio Neves. 

Tudo indica que Helenilson será de novo o vice de Jatene. O que se sabe com certeza é que qualquer que seja a decisão passará pelo seu aval.

Na foto, o saxofonista e clarinetista Marcos Puff, solista da Amazônia Jazz Band, tocando “Um Poema de Amor“, do maestro Wilson Fonseca, o Isoca, em homenagem mocoronga ao aniversariante.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *