Um pastor de igreja evangélica localizada no município de Breves, no arquipélago do Marajó, foi condenado a 39 anos de prisão por estupro de vulnerável, exploração sexual e por possuir e armazenar pornografia infantil, com o agravante de que ele…

Acionado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Ministério Público Federal recomendou ao prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, medidas efetivas para que os responsáveis pelo edifício conhecido como Bloco B da Assembleia Paraense assegurem a manutenção emergencial do…

Na quarta-feira passada (22), operários e servidores ligados à execução da reforma e readequação do Palácio Cabanagem almoçaram com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, que preferiu essa forma de reunião para agradecer pelo compromisso com o trabalho e…

Nunca reclamem de barreiras de fiscalização no trânsito. Graças aos agentes do Detran-PA um homem vítima de sequestro foi resgatado ileso ontem à noite, por volta das 23h, na rodovia BR-316. Conforme relato do coordenador de Operações do Detran-PA, Ivan…

Dia de paralisação dos servidores do Pará

As centrais sindicais no Pará (CTB/PA, CUT e CSP
Conlutas, FSPEPA e Sepub, Sintepp, Sindsaúde, Sindfepa, Stafpa, Sindsfepa, Sintepa,
Sinaspa, Sindetran, Sindiambiental, Senpa e Sindalepa) realizaram hoje ato de
luta e paralisação, que levou servidores públicos às
ruas de Belém, exigindo do Governo do Estado a imediata revogação dos
Decretos 945 e 954, que reduz direitos, vencimentos e anula qualquer
possibilidade de implementação de PCCR e de negociação na data base dos
trabalhadores no serviço público no Pará.
Os sindicalistas ficaram furiosos porque foram
recebidos por Jair Pinto, chefe adjunto da Casa Civil, ao invés do governador
Simão Jatene. As vereadoras Marinor Brito (PSOL) e Sandra Batista (PCdoB), e o
vereador Cleber Rabelo (PSTU) acompanharam os manifestantes, além dos
dirigentes partidários Jorge Panzera (PCdoB) e Araceli Lemos (PSOL).

Jair Pinto ficou de levar as reivindicações ao
governador e no menor espaço de tempo dar resposta aos servidores, que já
marcaram nova reunião para a segunda-feira(17), às 15 h, na sede da CUT.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *