A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

CNMP suspende concurso do MPE-PA

O MPE-PA está em ebulição. O concurso para promotor de justiça foi suspenso hoje pelo CNMP, nos autos do processo nº 0.00.000.000376/2014-28, que requer a desconstituição de ato da administração superior – que contratou instituição mediante dispensa de licitação -, bem como a adoção de procedimentos legais licitatórios para nova contratação. A representação com pedido de liminar foi feita pelos promotores de justiça Alexandre Couto e Firmino Matos, da PJ de Improbidade Administrativa. Situação curiosa: o próprio MP se fiscalizando.
O relator no CNMP, conselheiro Alexandre Berzosa Saliba, assim se manifestou em sua decisão:

“Com efeito, a existência de medida liminar concedida em sede de ação civil pública, determinando ao Estado do Pará a observância dos procedimentos licitatórios quando da contratação de instituições para a organização e aplicação de provas de concursos públicos, impõe a adoção de maiores cautelas por parte deste Relator. De igual modo, merece consideração a argumentação desenvolvida em torno dos princípios constitucionais que regem a administração pública, bem como dos princípios infraconstitucionais aplicáveis às contratações realizadas por ela. Registro, por importante, que não estou aqui a adiantar qualquer juízo de valor quanto ao mérito deste PCA, pois a comprovação da alegação do requerente, no sentido de que a Procuradoria Geral de Justiça teria descumprido ordem judicial, depende de exame aprofundado dos fatos, onde se esclareça o real alcance objetivo e, principalmente, subjetivo da decisão em questão. Já no tocante ao segundo requisito, fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação, é de se ter em conta o fato de que, em matéria de concursos públicos, é sempre complicado o desfazimento de situações que já produziram reflexos diretos no mundo jurídico de uma multiplicidade de candidatos espalhados por todas as unidades da federação. Desse modo, considerando que a não concessão da medida liminar requerida pode tornar ineficaz eventual decisão de mérito procedente, a suspensão da execução do contrato firmado com a Fundação Carlos Chagas, que ora figura como objeto deste procedimento de controle administrativo, é medida preventiva que se impõe, mormente diante do fato de o Edital do certame já ter sido publicado, estando as primeiras provas previstas para serem aplicadas no dia 02/05/2014. ” 

Leiam aqui a íntegra da decisão e acompanhem o processo.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *