Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Associação dos Defensores Públicos se manifesta

Recebi, via e-mail da defensora pública Marialva
Santos, presidente da Associação dos Defensores Públicos do Estado do
Pará, referente ao post “Defensoria Pública sob Fogo Cruzado“, solicitando a
divulgação no mesmo espaço:


NOTA DO BLOG: todas as denúncias anônimas foram encaminhadas ao Defensor Público Geral, Luís Carlos de Aguiar Portela, via assessoria de imprensa da instituição, antes da publicação, a fim de que se manifestasse sobre elas, daí que não se pode alegar ter sido cerceado o direito de defesa e do contraditório. 

Da mesma forma, todos os comentários anônimos são filtrados, exatamente para evitar ofensas. E no momento em que foram confirmados e publicados por esta jornalista, deixaram o anonimato e assumiram o caráter de informação de interesse público, como, aliás, a própria Associação de Defensores Públicos reconhece. 

Não é verdade que a classe dos defensores públicos é a principal penalizada pelas notícias de irregularidades. Em nenhum momento a classe dos defensores públicos ou a instituição Defensoria Pública foi atacada neste blog; ao contrário, fiz questão de deixar claro nas caixas de comentários, desde o primeiro post, “Lotação de Defensores no Pará é segredo de Estado“, como pode ser verificado a qualquer tempo (é só clicar nos dois links), que a instituição tem na maioria absoluta de seus membros e servidores pessoas honradas e dedicadas, compromissadas com a nobre missão de assistir a população carente no acesso à justiça, e que deve ser preservada.

Se a classe dos defensores públicos está sendo penalizada, isto acontece por única responsabilidade dos que dão causa às irregularidades denunciadas, não por quem as divulga. Tal raciocínio distorcido tem sido a constante alegação de malfeitores em busca da eternização da impunidade. Demonizam suas vítimas e criminalizam os que têm coragem de denunciar os desmandos. A ADPEP pode e deve colaborar para que venha a público toda e qualquer ilegalidade, inclusive tomando a iniciativa de encaminhá-las ao Ministério Público Estadual, para as providências necessárias, com o que estará cumprindo seu papel e prestando relevante serviço à sociedade paraense.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *