0

O secretário de Estado de Esporte e Lazer do Pará, Cássio Andrade, estava certo de que a vaga de vice-prefeito de Belém na chapa do deputado Igor Normando, atual secretário de Estado de Articulação da Cidadania, seria do PSB e, especificamente, sua. Não é que o governador Helder Barbalho tenha feito tal promessa. Recebeu o pleito de Cássio e disse que iria considerar, mas avisou que havia outros pretendentes e a decisão seria embasada em pesquisas eleitorais. O presidente da Alepa, deputado Chicão, e o Chefe da Casa Civil da Governadoria, Luiziel Guedes, são os principais articuladores políticos do MDB, trabalham em plena sintonia e cuidam de todas as candidaturas no Estado, no chamado “núcleo duro” junto ao governador.

Só que consta que ontem à noite Cássio Andrade quase infarta ao tomar conhecimento de que a candidatura a vice de Igor Normando será do União Brasil, partido do ministro do Turismo Celso Sabino. Coincidentemente, a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, deixou sem alarde o MDB e acaba de se filiar ao… União Brasil. Naturalmente, tudo sob a orientação e as bênçãos do governador. E Ursula, desde o início, deixou claro que o seu tamanho eleitoral não é para vereadora.

Cássio Andrade periga acabar sozinho e sem cargo. É que o prefeito de Ananindeua, Dr. Daniel Santos, está cavando embaixo dos pés dele. Quer emplacar a sua esposa, deputada federal Alessandra Haber, na presidência estadual do PSB no Pará. Ela permaneceu no MDB mas ninguém ignora que só espera a hora mais estratégica para desembarcar em grande estilo. Seria esta?

Só de ontem para hoje (16) foram exonerados nada menos que duzentos indicados de Cássio que ocupavam cargos DAS na Prefeitura de Belém. Os de Ananindeua já se foram há mais tempo.

Perguntei ao meu amigo filósofo mudo de Oriximiná o que ele pensa dessa movimentação e ele murmurou: “_Hummm… hummmmmm!”

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Santarém merece museu contextual

Anterior

Praça Batista Campos fica pronta em junho

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *