Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

O juiz federal Henrique Jorge Dantas da Cruz condenou a União e o Estado do Pará à obrigação de fornecer Cerliponase Alfa (Brineura®) a uma criancinha de quatro anos durante todo o período de tratamento, sem interrupção. O remédio deverá…

A Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia Legislativa aprovou à unanimidade, hoje (15), as contas do governador Helder Barbalho relativas ao exercício de 2020. Conforme o relatório do presidente da CFFO, deputado Igor Normando (MDB), a receita bruta…

Recital de encerramento de masterclass


Encerra hoje, às 17h, masterclass de canto e piano com o consagrado cantor lírico Eduardo Janho-Abumrad e o pianista João Moreira Reis, de São Paulo, na igreja de Santo Alexandre. Ao final, os alunos estrelarão um recital, às 19h. A promoção é da Secretaria de Estado de Cultura e a coordenação do professor Mílton Monte. Tanto as inscrições quanto os ingressos são gratuitos. Sem dúvida, uma grande oportunidade para quem estuda Música em Belém do Pará.

Anteontem à noite, o “Duo Abumrad-Reis”, formado por Eduardo Janho-Abumrad (Baixo) e João Moreira Reis (Piano), apresentou concerto patrocinado pela Secult-Pará na Igreja de Santo Alexandre-Museu de Arte Sacra, com repertório camerístico e operístico que incluiu “mélodies” de Gabriel Fauré (1845-1924): Les Berceaux, Chanson d’Amour, Clair de Lune e Chason du Pêcheur e canções de Manuel de Falla (1876-1946), Siete Canciones Populares Españolas, e Heitor Villa-Lobos (1887-1959), Canção do Poeta do séc. XVIII e Wilson Fonseca (1912-2002), Lenda Do Boto. Na segunda parte, uma homenagem ao compositor Giuseppe Verdi (1813-1901): Nell’Orror di Notte Oscura, Un Ignoto Tre Lune or Saranno (I Masnadieri), Romanza (piano solo), Ella Giammai m’Amó (Don Carlo), Ave Maria, Pietà, Signor, Valzer (piano solo) e Brindisi.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *