A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Professores ouvidos na Alepa

Os professores estaduais
e servidores da Seduc em greve lotaram hoje o auditório João Batista, da Alepa,
e puderam apresentar aos deputados as dificuldades enfrentadas nas negociações
e os principais pontos da pauta de reivindicações.
Entre elas, o
cumprimento do Plano de Cargos, Carreiras, Remuneração e Salários, aprovado na
Alepa em 2010, mas que ainda não é cumprido pelo governo do Estado; a
regulamentação do SOME –
Sistema de Organização Modular de Ensino  como política de educação,  da
jornada de trabalho da categoria e
das aulas suplementares,
profissionalização dos trabalhadores da educação, construção e reforma das
escolas da rede estadual e salário equiparado ao piso nacional de R$ 1.586,
além do
pagamento do
retroativo de R$ 72 milhões, referente à diferença do piso salarial da
categoria.

O deputado José Megale, líder do PSDB e do
Governo, garantiu que o governo reconhece a dívida e anunciou que “já há a
decisão de apresentar uma proposta de parcelamento para pagar esse retroativo”.
O governo também deve encaminhar à Alepa o projeto que regulamenta o SOME. O deputado Edilson Moura(PT) disse que a Comissão de Direitos Humanos da Alepa vai apurar as denúncias apresentadas de assédio moral.

Após
a reunião no auditório, o presidente Márcio Miranda recebeu no gabinete da
presidência, ao lado de vários deputados, uma comissão com cinco representantes
dos professores, que entregaram a pauta de reivindicações dos grevistas e assumiu
o compromisso de tentar intermediar mais uma rodada de negociação.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *