Se depender do procurador regional eleitoral substituto, José Augusto Torres Potiguar, o senador Zequinha Marinho(PSC) e seus suplentes Arlindo Penha da Silva e Marinho Cunha terão os mandatos cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral, assim como a suplente de deputada federal Júlia Marinho (PSC), esposa de Zequinha Marinho,…

No dia 6 de maio deste ano, o artista Eduardo Kobra inaugurou o mural “Coexistência – Memorial da Fé por todas as vítimas do Covid-19”, feito inicialmente em uma tela, no ano passado. Com 28 metros de largura por 7…

Desde o registro oficial do 1º caso confirmado de Covid-19, em 26 de fevereiro de 2020, o Brasil superou a trágica marca de meio milhão de mortos e quase 18 milhões de infectados confirmados, na tarde de 18 de junho de 2021, conforme…

Já estão conclusos à relatora no Supremo Tribunal Federal, ministra Rosa Weber, os autos da ADPF 848/DF - Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental, com pedido de medida cautelar, proposta pelos governadores do Distrito Federal e dos Estados de Alagoas,…

Prêmio para boas práticas nos rios do Pará

O Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial e Lacustre e das Agência de Navegação no Estado do Pará (Sindarpa), idealizado e presidido pelo empresário Eduardo Carvalho, marcou protagonismo nacional ao lançar a primeira plataforma técnica do Brasil voltada ao reconhecimento de boas práticas operacionais e de inovações tecnológicas incorporadas pelos Armadores e pelos Terminais Portuários (TUP/ETC) que contribuam para o aumento de eficiência aos processos logísticos e, sobretudo, possibilitem performance sustentável, através da mitigação de impactos ao meio ambiente durante as operações logísticas nos rios do Pará. A iniciativa tem a parceria da Associação dos Profissionais de Logística da Amazônia (Asplam), presidida por Alexandre Araújo, que também é diretor-executivo do Sindarpa.

Trata-se do projeto Navegar, premiação destinada a garantir que os aspectos socioambientais sejam alcançados através da implementação de uma operação mais limpa e, consequentemente, redutora dos impactos ambientais, com a redução das emissões atmosféricas, e a destinação responsável dos resíduos gerados por embarcações e terminais portuários no Pará. Podem concorrer ao prêmio armadores (Ro-Ro/granel sólido/granel líquido), passageiros, travessias fluviais e terminais portuários (TUPs/ETCs). Há três categorias: Excelência Logística e Performance Sustentável para as empresas; e Inovação Tecnológica para a Academia. Em cada uma delas, a escolha será a partir de lista tríplice. No caso de estudante, será entregue a premiação, bolsa em dinheiro e encaminhamento para estágio em empresa filiada ao Sindarpa. A solenidade de premiação está prevista para o mês de novembro, em Belém. 

Paralelamente, foi lançado também o Programa Fluvial de Logística Reversa, que pretende alcançar o pleno aproveitamento dos resíduos gerados pelo processo de pós-venda e consumo das bases socioeconômicas e tecnológicas disponíveis na região. A logística reversa é instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado pelo conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial/industrial, para reaproveitamento e reciclagem, em todos os ciclos produtivos, providenciando destinação final ambientalmente adequada. 

Sindarpa e Asplan precisam que a Agência apoie e chancele o programa, que poderá ser implementado a partir de um Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA). O primeiro passo já foi dado: Alexandre Araújo apresentou os dois projetos ao presidente da Antaq, Adalberto Tokarski, que deu sua aprovação. Ficou de ser assinado entre as partes um acordo de cooperação para formalizar o apoio da Agência ao programa de logística reversa.

A Universidade Federal do Pará, através do professor pós-doutor Hito Braga de Moraes, vice-diretor do Instituto de Tecnologia e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Naval, também é parceira do projeto Navegar, além da Fenavega, presidida por Raimundo Holanda; do Siconapa, presidido por Fábio Vasconcelos; da Amport, presidida por Paulo Ivan Campos; e Praticagem da Barra, presidida por Miguel Salgado.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

0 resposta em “Prêmio para boas práticas nos rios do Pará”

Compartilhar