O trânsito continua matando mais do que muitas guerras. A administradora Gina Barbosa Calzavara, coordenadora dos bosquinhos da Universidade Federal do Pará, fez uma emocionante homenagem à memória do jovem Jean Serique Lameira, esportista do ciclismo e que também usava…

O Laboratório de Engenharia Biológica do Parque de Ciência e Tecnologia - PCT Guamá está estudando o sequenciamento genético do açaí, de modo a assegurar a rastreabilidade de ponta a ponta na cadeia produtiva e padrões de qualidade para os…

A Lei estadual nº 9.278/2021, que entrou em vigor em 30 de junho deste ano, instituindo a obrigação de que pessoas residentes em condomínios, conjuntos habitacionais e similares comuniquem à Polícia Civil, de forma imediata, qualquer tipo de agressão praticada…

A poluição atmosférica mata sete milhões de pessoas no mundo a cada ano. Os dados são da ONU, e apontam a urgência de medidas a fim de reduzir a emissão de poluentes gerados pelo transporte. É questão de saúde pública…

Preconceito religioso na escola

Em novembro do ano passado a diretora do Centro de Educação Trindade, em Ananindeua(PA), Ana Maria Trindade de Andrade, impediu que um grupo de alunos apresentasse manifestação religiosa africana na Feira de Ciências, cujo tema era Lendas Urbanas/Lendas Culturais. Eles escolheram falar sobre “Pombagira cigana Maria Padilha”, mas a diretora disse que não aceita “Macumba” em sua escola. Os alunos gravaram a conversa, fizeram BO na delegacia de polícia, o inquérito foi encaminhado ao Ministério Público e o promotor de Justiça Arnaldo Azevedo ajuizou ação na 3ª Vara Criminal de Ananindeua

Além do preconceito religioso, a diretora Ana Trindade também contrariou as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, já que nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, público e privado, é obrigatório o estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *