Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

PCT Guamá tem 8 startups e 6 laboratórios

Muita gente não sabe que o Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (Av. Perimetral, 2561, em Belém) é o primeiro a entrar em operação na Amazônia e que lá estão acontecendo verdadeiras revoluções. Os avanços aumentaram com a inauguração do Espaço Inovação, em junho do ano passado. O ambiente já tem oito startups, além de seis laboratórios avançados de pesquisa e desenvolvimento, quatro ligados à Universidade Federal do Pará (UFPA) e dois à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O parque foi construído em uma área de 73 hectares cedida pela UFPA e pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra).

As oito primeiras startups selecionadas são Green Process, Security Car, Educasoftware, Açaí Pai D’égua, Vigha, Posti, Gestor de Negócios e Trato.
Entre os espaços abrigados estão o Centro de Valorização Agroalimentar de Compostos Bioativos da Amazônia e os laboratórios de Engenharia Biológica, de Instrumentação para Produtos Agroindustriais, de Óleos Vegetais e Derivados, de Fitossanidade e Manejo e de Sensores e Sistemas Embarcados, e o 
Agregação de Valor para Produtos

Funcionam lá o Projeto de Qualificação para Exportação, programa da Apex-Brasil, operado localmente pelo PCT Guamá, destinado a fomentar a cultura exportadora e auxiliar os que estão iniciando no mercado externo; uma unidade de negócios que ajuda no acesso a serviços de captação de recursos, propriedade intelectual e promove aproximação com investidores; e há, ainda, as facilidades do i connect, ambiente virtual que conecta pesquisadores, estudantes e profissionais para o fortalecimento do ecossistema do empreendedorismo inovador. 

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe); o Centro de Excelência em Eficiência Energética da Amazônia (Ceamazon); o Laboratório de Alta Tensão; o Laboratório da Qualidade do Leite; além do laboratório Agroindustrial (Agroind/ Embrapa), que oferece análises de produtos da biodiversidade, também estão abrigados no espaço. 

Uma dessas inovações é o o Fab Lab Belém, que iniciou as atividades ontem, integra a rede mundial de fab labs e atua na fabricação digital, educação e desenvolvimento de projetos. A inauguração teve palestras focadas em fabricação digital, economia criativa, cultura, música e interatividade eletrônica; feira maker, com a exposição de próteses artesanais e de fabricação digital do Laboratório de Terapia Ocupacional da Uepa, de pedais de efeito e guitarra DIY (faça-você-mesmo) e impressoras 3D. O nome fab lab vem da abreviação em inglês para o termo “laboratório de fabricação”. É um lugar onde as pessoas podem desenvolver os próprios equipamentos, máquinas, programas, objetos ou peças. Ainda neste mês começa a oferecer os cursos “Modelagem 3D” e “Impressão 3D”. 

Definidas a partir das vocações do Pará e das competências regionais instaladas, as áreas estratégicas de atuação do PCT Guamá são focadas em Biotecnologia; Tecnologia da Informação e Comunicação; Energia; Tecnologia Ambiental e Tecnologia Mineral. Os recursos investidos na construção e consolidação do PCT são do Governo do Estado, através da Sectet, em parceria com o Banco de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. A gestão administrativa, financeira, física e ambiental do PCT Guamá é pela Fundação de Ciência e Tecnologia Guamá. O diretor presidente do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá é Antônio Abelém.  

Conforme o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica, Alex Fiúza de Mello, para ocupar uma estação de trabalho no parque tecnológico é só participar do processo seletivo. A ideia é que a cada seis meses seja iniciado um novo ciclo, com a seleção de novos empreendimentos. Os interessados podem acessar o edital de ocupação, disponível aqui .

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *