A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Paragominas ganha projeto em defesa da mulher

O projeto “Mudando a História: Uma Vida sem Violência”, do TJE-PA, que já funciona em Ananindeua, Marabá e Santarém, será implantado em Paragominas. A programação de instalação será aberta no Centro Cultural da cidade, neste dia 20, pela desembargadora Maria de Nazaré Saavedra, coordenadora estadual de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, às 10h.  A professora Denise Cardoso, vice-presidente do grupo de pesquisa “Nós Mulheres”, fará palestra sobre “Educação e Gênero: Estudos e pesquisas sobre Mulher e Gênero”. Às 14h, a juíza Rubilene Rosário abordará “A Medida Protetiva nos termos previstos na Lei Maria da Penha”, e a presidente do Conselho Estadual e Promoção de Direito da Mulher, Maria Trindade, às 17h, falará sobre “A Rede de Atendimento à Mulher”. 

No dia 21, os trabalhos serão retomados às 8h com palestra da psicóloga Maria Yvone de Oliveira, sobre “Os mitos quanto à violência doméstica e familiar contra as mulheres e o atendimento psicossocial na Lei Maria da Penha”. Às 10h, a promotora de Justiça Lucinery Ferreira discorrerá sobre “O atendimento às vítimas pelas autoridades do Ministério Público e Polícia Civil”.
Pela tarde haverá palestra sobre “Os Direitos e Garantias Fundamentais da Mulher”, com a Defensoria Pública, e debate sobre “Educação e Reabilitação do Agressor, nos termos do artigo 37 da Lei Maria da Penha”. O encerramento será às 17h, com as considerações finais da juíza Rubilene Rosário.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *