Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Marituba em estado de calamidade

O procurador geral de Justiça, Marcos Antonio Ferreira das Neves, afirmou que o Ministério Público estadual vai tomar medidas para responsabilizar nas esferas civil e criminal a Revita, empresa encarregada de processar e tratar o lixão na região metropolitana de Belém, e que vem operando de forma inadequada o empreendimento. Não há um só local em Marituba onde o odor do aterro não cause transtornos. O prefeito Mário Bíscaro vai decretar estado de calamidade pública. A quantidade de atendimentos nas unidades de saúde aumentou muito com o aterro e o município pede apoio ao Ministério da Saúde. A empresa descumpriu todos os termos de ajustamento de conduta e mais de 20 medidas propostas para corrigir os problemas, denunciou Marco Antônio Cabral, da Associação dos Moradores do Bairro Santa Clara. 

O promotor de justiça Godofredo Pires, integrante do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente do MPE-PA, diz que não é possível apenas fechar o aterro de Marituba. É preciso definir um novo local e até outras tecnologias de gestão dos resíduos, que não são processos rápidos.

Participaram de reunião no MPE-PA representantes de associações de moradores de Marituba, o secretário de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Luiz Fernandes Rocha, o deputado federal Arnaldo Jordy, o procurador de justiça Hezedequias Mesquita, promotores de justiça que atuam na área ambiental, representantes da OAB-PA e da Câmara de Marituba e o prefeito Mário Henrique Bíscaro.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *