Nesta quinta-feira, dia 21, até o sábado, 23, a Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Pará oferece os cursos de qualificação e atualização do projeto Forma Alepa/Elepa Itinerante em Santarém, atendendo toda a região do Baixo Amazonas, abrangendo também…

Em reunião conjunta das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (18) foi aprovado o projeto de lei nº 363/2021, que autoriza o Governo do Pará a contratar operação…

Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Prêmio João Canuto

Hoje é o dia da entrega do Prêmio João Canuto, pelo Movimento Humanos Direitos, dirigido pela atriz Dira Paes. O MHuD instituiu o prêmio João
Canuto, que é outorgado a pessoas e instituições que mais se destacaram em defesa dos Direitos Humanos. Em 2013 os contemplados
são Cícero Guedes, in memoriam,   trabalhador rural; Frei Henri
des Rosiers, religioso e ­advogado da Comissão Pastoral da Terra, Jônatas
Andrade, juiz do Trabalho; Antonia Melo, do    Movimento Xingu
Vivo; Glória Perez, dramaturga; Manoel da Conceição, líder comunitário;
Itamar Silva, líder comunitário e pensador; Maria Rita Kehl, psicanalista e
escritora; Roberto Caldas, juiz da Corte Interamericana de Direitos
Humanos; Maria da Penha, militante e líder social; Irmã
Geraldinha, religiosa; e Geralda Magela, líder comunitária.






A entrega do Prêmio João Canuto
e comemoração do aniversário dos dez anos do MHuD será no Rio de Janeiro, na Casa de Cultura Laura
Alvim, em Ipanema. Todos os membros da Comissão Justiça e Paz da CNBB
Norte II (Pará e Amapá) irão prestigiar o evento, que terá recital da
cantora lírica Gabriella Florenzano em homenagem ao Movimento e às personalidades homenageadas. A coordenadora da CJP, Irmã Henriqueta
Cavalcante, foi a primeira agraciada com o prêmio no Pará. Depois, a
advogada Mary Cohen. Em seguida, o Bispo do Marajó, Dom José Luiz Azcona.
Ano passado, foi a vez do procurador da República Felício Pontes Jr.
 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *