Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

A História da Loucura




Primeiro grande texto do filósofo Michel Foucault, A História da Loucura na Idade Clássica completa 50 anos em 2011 e permanece atualíssima. Escrita quando Foucault era diretor da Maison de France, e orientada pelo também filósofo francês Georges Canguilhem, sua tese de doutoramento levou quase toda a segunda metade da década de 50 para ficar pronta, baseada na prática do pensador em clínicas psiquiátricas e motivada por grande curiosidade sobre os princípios da psicologia.
A História da Loucura estabelece a noção foucaultiana de arqueologia no exame da construção cultural, jurídica, política, filosófica e médica da loucura na Europa, desde a Idade Média até o final do século XVIII, implacável crítica à ideia da história e do método histórico.
Para comemorar a data, o Programa de Pós-Graduação em Filosofia e o Programa de Pós-Graduação em Psicologia, ambos da Universidade Federal do Pará, realizam Colóquio hoje e amanhã, das 13h às 19h, no Auditório do Instituto de Ciências Jurídicas José Vicente Miranda Filho.
Nas mesas redondas, os professores doutores Marcos César Alvarez (USP/SP), Kleber Prado Filho (UFSC), e Hélio Rebello Cardoso Jr. (UNESP-Assis), abordarão “A história da loucura no contexto da luta antimanicomial no Brasil”, “Sociedade Disciplinar e Sociedade de Controle: mudança no estatuto do paciente psiquiátrico” e “Implicações da produção de saber poder: da loucura à gestão dos corpos”.
A programação encerra com a conferência do Prof. Dr. Ernani Chaves (UFPA), intitulada “Sobre ‘fechaduras enferrujadas’ ou a autocrítica de Foucault em relação à História da Loucura”. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no próprio local.  

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *