Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Círio da Alepa na quinta-feira dia 6


Como em todos os anos, na quinta-feira, dia 6 de outubro, às 7h da manhã os servidores da Assembleia Legislativa do Pará sairão em procissão pelas ruas da Cidade Velha. É uma das romarias mais antigas do bairro, em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré. Parlamentares, familiares dos servidores, membros do clero e autoridades municipais e estaduais também participam da celebração de fé, que inclui, ainda, sessão solene no plenário da Alepa. 

Antigamente, o ponto inicial do círio da Alepa era a icônica igrejinha de São João Batista, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, localizada atrás do Fórum, na Praça do Líbano, mais conhecida como Largo de São João, uma das joias da arquitetura de Belém do Pará, construída por Antonio Landi em estilo barroco, de 1772 a 24 de junho de 1777, quando ficou pronta. Há três anos, o ponto de partida da procissão mudou para a Catedral Metropolitana de Belém. A igreja de São João Batista já estava pequena para receber tantas pessoas que acompanhavam a missa antes de iniciar a procissão. 

Até 2013, o percurso era pelas ruas Joaquim Távora, seguindo pela Dr. Malcher e Praça da Sé até o Palácio Cabanagem, sede do Legislativo estadual. Desde então, foi invertido.

A romaria é antecedida pela peregrinação da imagem de Nossa Senhora de Nazaré pelos setores administrativos e gabinetes. O gabinete militar é o último a receber a imagem e faz o traslado até a Sé. O Círio da Alepa é coordenado pela comissão de eventos, integrada por funcionários e presidida pela diretora legislativa, Dilma Antunes.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *