Um pastor de igreja evangélica localizada no município de Breves, no arquipélago do Marajó, foi condenado a 39 anos de prisão por estupro de vulnerável, exploração sexual e por possuir e armazenar pornografia infantil, com o agravante de que ele…

Acionado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Ministério Público Federal recomendou ao prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, medidas efetivas para que os responsáveis pelo edifício conhecido como Bloco B da Assembleia Paraense assegurem a manutenção emergencial do…

Na quarta-feira passada (22), operários e servidores ligados à execução da reforma e readequação do Palácio Cabanagem almoçaram com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, que preferiu essa forma de reunião para agradecer pelo compromisso com o trabalho e…

Nunca reclamem de barreiras de fiscalização no trânsito. Graças aos agentes do Detran-PA um homem vítima de sequestro foi resgatado ileso ontem à noite, por volta das 23h, na rodovia BR-316. Conforme relato do coordenador de Operações do Detran-PA, Ivan…

Para ter resultados diferentes, experimente começar a pensar diferente!

“Conta uma popular lenda do Oriente, de autor desconhecido, que um jovem chegou à beira de um oásis, junto a um povoado e, aproximando-se de um velho, perguntou-lhe:

– Que tipo de pessoas vive neste lugar?

– Que tipo de pessoas vive no lugar de onde você vem? Perguntou, por sua vez, o ancião.

– Oh! Um grupo de egoístas e malvados. Replicou-lhe o rapaz. Estou satisfeito de ter saído de lá.

A isso, o velho replicou: A mesma coisa você haverá de encontrar aqui.

No mesmo dia um outro jovem se aproximou do oásis para beber água e vendo o ancião, perguntou-lhe:

– Que tipo de pessoas vive por aqui?

O velho respondeu com a mesma pergunta:

– Que tipo de pessoas vive no lugar de onde você vem?

O rapaz respondeu:

– Ah! Um magnífico grupo de pessoas, amigas, honestas, hospitaleiras. Fiquei muito triste por ter de deixá-las.

– O mesmo encontrará por aqui. Respondeu o ancião.

Um homem que havia escutado as duas conversas, perguntou ao velho:

– Como é possível dar respostas tão diferentes à mesma pergunta?

O velho, pondo suas mãos trêmulas em seu ombro, respondeu-lhe:

– Cada um carrega no seu coração o ambiente que deseja viver. Aquele que nada encontrou de bom nos lugares por onde passou, não poderá encontrar outra coisa por aqui e nem em outro lugar. Aquele que encontrou amigos, também os encontrará aqui e em qualquer lugar que for.

Somos todos viajantes no tempo e o futuro de cada um de nós está escrito no passado. Ou seja, cada um encontra na vida aquilo que traz dentro de si mesmo, em seu coração. O presente e o futuro somos nós que criamos e isso só depende de nós mesmos.”

E por que eu estou contando essa lenda? O que podemos “levar” desta história para o empreendedorismo? Estou contando porque talvez precise virar essa chave. Empreendeu uma, duas, três vezes e não deu certo? Pare de culpar o governo, a moeda, a chuva, a crise. Muitos outros empresários estão fazendo boas vendas tendo as mesmas variantes que você. Pare e analise o que fez de errado em todas essas vezes. Qual o comportamento que repetiu mesmo sem perceber? As vezes o erro pode estar muito bem escondido, mas precisa ser encontrado. Nada mais duro e difícil do que reconhecer os próprios pontos fracos, porém temos essa capacidade.

Se você fizer tudo igual às outras vezes não poderá esperar um resultado diferente.

Faça diferente DESTA vez. Eu por exemplo notei que tinha um pós venda péssimo nos meus outros empreendimentos. Neste tentei consertar esse ponto fraco. Eu tenho uma Cestaria, então DEPOIS DA VENDA, mando a foto da cesta pronta para todos os clientes que encomendam para outras pessoas e digo a hora que chegou no destino e quem recebeu. Esse pequeno cuidado tem feito diferença, pode acreditar.

Se você vai abrir um negócio com as mesmas crenças que tinha antes, provavelmente vai falir outra vez. É igual a casar já achando que vai separar, não tem como dar certo se for assim.

EMPREENDA acreditando firmemente que vai dar certo, porque você vai fazer de tudo para que isso aconteça, vai olhar para cada erro e vai finalmente aprender com eles, vai rever cada passo que deu antes, vai mudar o que tiver que ser mudado e vai fazer o que tiver que ser feito. Não desista de empreender se isso está na sua alma, só porque não deu certo antes. Vai funcionar agora, mas para isso você precisará mudar sua forma de pensar! Faça diferente, e para isso comece a pensar diferente também. Esse é o primeiro passo para o seu sucesso: pense diferente a partir deste momento, faça diferente e terá resultados diferentes.

*O artigo acima é de total responsabilidade da autora.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *