Quando todos apostavam em uma radicalização que causasse esgarçamento das relações empresariais na cúpula das indústrias instaladas no Pará, a diretoria da Federação das Indústrias do Estado do Pará, liderada por José Conrado Santos e José Maria Mendonça, deu uma…

Os botânicos Fúvio Oliveira e Rafael Gomes, doutorandos do Programa de Pós-graduação em Botânica Tropical do Museu Paraense Emílio Goeldi e Universidade Federal Rural da Amazônia, concorreram com 86 jovens cientistas do mundo inteiro e estão entre os 23 contemplados…

Na próxima terça-feira, dia 16, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, deverá incluir na pauta do plenário a apreciação do Processo nº 7/2022, encaminhado pelo Tribunal de Contas do Estado, tratando da prestação de contas do Governo do Pará…

Liderados pelo presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), promotor de justiça Manoel Murrieta, que é paraense, promotores, procuradores, juristas e convidados do Brasil inteiro irão reafirmar o compromisso institucional do Ministério Público e o seu papel…

A guerra dos paraenses no Brasileirão

Olá, amigos e amigas!!! Aqui quem vos fala é Major Murilo, humilde soldado da nossa briosa Polícia Militar do Pará, com 27 anos de serviços prestados à nossa população e que atrevidamente se arrisca de vez em quando a palpitar sobre as coisas do nosso esporte paraense, nacional e internacional. E é com esse atrevimento que aceitamos o convite da querida amiga Franssinete pra termos a honra de fazer parte desse timaço de articulistas. É um responsabilidade e um desafio enorme escrever para um público exigente e acostumado com a qualidade e a credibilidade do portal Uruá-Tapera, mas prometemos todo esforço para levar informações e opiniões interessantes pro debate dos nossos leitores.

Hoje rapidamente queremos ressaltar as participações dos nossos clubes paraenses no Campeonato Brasileiro de futebol,  nas suas respectivas séries, e vamos começar pela série B, onde o Clube do Remo vem mostrando uma boa recuperação, após um início complicado, num campeonato dificílimo, com equipes altamente competitivas e que não permite tempo de recuperação, já que a distância entre uma partida e outra é mínima, o que exige demais fisicamente dos atletas e também requer um elenco robusto, capaz de suportar os desfalques e ausências pelos diversos motivos (contusões, suspensões) sem que haja tanta perda de qualidade em campo.

As longas viagens e a intensidade dos jogos têm sido desafios hercúleos aos atletas e comissão técnica do jovem Felipe Conceição, treinador que substituiu o experiente Paulo Bonamigo, demitido após uma sequência de resultados ruins que assustaram a torcida e a diretoria azulina, forçando assim uma mudança de planos para escapar da zona do rebaixamento.

Ao fim das 18 rodadas do 1º turno, o clube de Periçá alcançou a 13ª posição, com 23 pontos, estando a 7 pontos da zona de acesso, mas também a 7 pontos da zona do rebaixamento, o que demonstra um extremo equilíbrio entre os 20 participantes da competição.

O 2º turno vai ser uma verdadeira guerra, e cada ponto será fundamental para o Clube do Remo alcançar seu principal objetivo: a permanência na série B pra 2022.

É isso, meus amigos e amigas, em breve voltaremos com mais informações dos nossos representantes paraenses no Brasileirão de futebol.

Um forte abraço e saudações uruataperenses!!!

Mantenham-se firmes!!!

*O artigo acima é de total responsabilidade do autor.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *