Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

servidor@simãojatene.com.br

“Venho através deste compartilhar a minha insegurança, apreensão e indignação, juntamente com dezenas de companheiros que assim como eu esperam nomeação por aprovação dentro das vagas em concurso público, sobre o concurso c-119 da Defensoria Pública do Pará realizado no ano de 2008.
Fui aprovado no concurso c-119 da Defensoria Pública do Pará para o cargo de Assistente Administrativo através de sua homologação publicada no diário oficial de numero 31153 de 22 de abril de 2008 no qual foram ofertadas 180 vagas. Após 3 anos foram chamados 69 aprovados, dos quais mais de 20 já pediram sua exoneração ou não tomaram posse, restando ainda 111 aprovados mais as desistências.
Desesperador é saber que a Defensoria órgão que brada aos quatro ventos ser o órgão que protege, e defende os necessitados e a legalidade estar cometendo esta falta de respeito com todos os concursados de nível fundamental, médio e superior, bem como suas famílias que apostaram nesse concursado e que até o momento não tiveram retorno de todo o esforço empregado.
Importante salientar também que a Defensoria possui mais de 20 anos e que nunca havia sido realizado concurso para a Área Meio sendo este o primeiro de sua história e o mais vergonhoso haja visto que o seu prazo de prorrogação terá seu termino no dia 22 de abril de 2012, e não sabemos se seremos nomeados.
Há poucos dias foi informado que o Governador irá nomear 40 defensores públicos invés de 6 como havia anunciado. É interessante notar que ao que tudo indica a defensoria pública precisa somente de defensor e o servidor não é necessário. A boca pequena diz que o defensor geral ficou foi chateado com a futura nomeação dos defensores, pois isso implicará em gastos de orçamento e prejudicará o encaminhamento da lei da defensoria para a Assembléia Legislativa pedindo aumento de solário para os defensores.
Por que é tão difícil que nossos dirigentes ajam de forma correta, de forma constitucional, por que o cidadão comum sempre é prejudicado, humilhado e mais importante por que uma instituição que branda na televisão que é a defensora dos direitos humanos é a primeira a não fazer o que é correto?”
(carta de leitor ao blog, que se identificou mas pediu para ser preservado, por receio de represálias.)

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *