0

Nesta terça-feira, 25, a Prefeitura de Belém vai certificar mais 1.017 estudantes da modalidade educação de jovens, adultos e idosos (Ejai), dos quais mais de 600 são fruto do intenso trabalho de Busca Ativa. O Movimento “Alfabetiza Belém”, um dos carros-chefes do governo na política educacional, já certificou, de fevereiro de 2021 a junho de 2024, 3.274 estudantes.

Para além das parcerias com os movimentos sociais e universidades, 38 unidades educativas trabalham com essa modalidade de ensino, em 172 turmas. Ele atende pessoas acima de 15 anos que ainda não foram alfabetizadas. Após a certificação, elas ingressam na rede municipal de ensino para dar continuidade aos estudos e concluir o ensino fundamental nas turmas da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (Ejai).

Com uma proposta diferenciada de promover uma educação pública de qualidade, socialmente referenciada e comprometida em superar o analfabetismo, a gestão municipal tem como referência a pedagogia de Paulo Freire, que em 1963 alfabetizou 300 trabalhadores rurais em extraordinárias 40 horas na cidade de Angicos, no Rio Grande do Norte.

Foto João Gomes/ Comus

Orações pelo Prof. Dr. Avertano Rocha

Anterior

Desbaratada quadrilha que criou 5 polos de educação falsos

Próximo

Você pode gostar

Mais de Notícias

Comentários