Área contígua ao centro histórico de Belém do Pará, Zona Especial do Patrimônio Histórico declarada por lei, o bairro do Reduto, cenário industrial da belle Époque, da Doca do Reduto no início do século XX, com suas canoas coloridas repletas…

A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça fixou, sob o rito dos recursos repetitivos, a tese de que o servidor federal inativo, independentemente de prévio requerimento administrativo, tem direito à conversão em dinheiro da licença-prêmio não usufruída durante a…

O prefeito Edmilson Rodrigues cumpriu agenda institucional em Brasília, ao lado do secretário municipal de Gestão e Planejamento, Cláudio Puty. No Ministério da Economia, trataram das obras de saneamento básico no Canal do Mata Fome, no bairro do Tapanã, onde…

O leite materno contém propriedades importantes para o crescimento e desenvolvimento do bebê, fortalecendo a sua imunidade contra diversas doenças. Em 1992 a Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno, de 1 a 7 de…

A polêmica do Bar do Parque

Joaquim Pinto, que explorava comercialmente o Bar do Parque, na Praça da República, em Belém, está inconformado com o novo uso que a Prefeitura de Belém quer dar ao logradouro, que fica bem ao lado do Theatro da Paz. Ele afirma que, pelo projeto de revitalização da praça, o espaço, conhecido e tradicional na cidade, poderá perder a funcionalidade de “bar” e se tornar apenas uma lanchonete e café.  E diz que está estudando as medidas legais cabíveis para impedir a descaracterização, inclusive com impetração de mandado de segurança.

Em nota, a Prefeitura esclarece que o Bar do Parque vai continuar sendo um bar, com todas as opções sempre oferecidas. Não haverá mudança de nome nem de estilo, mas sim exigências de qualidade de higiene dos alimentos e sanitárias. Em vistoria da Sesma, através da Vigilância Sanitária, foi atestada a situação degradante do Bar do Parque, o que ensejou o fechamento imediato e a revisão da permissão para funcionamento. Agora o espaço deverá passar a pagar aluguel ao município, e a escolha do permissionário será através de licitação. Continuará como bar, mas agregando outros tipo de serviços, como café expresso e culinária típica da região, por exemplo. A revitalização do Bar do Parque incluiu novos pisos, forros, bancada em granito, pias, instalações elétricas e hidráulicas, sistema de ventilação, revestimento e pintura.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *