Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

A guloseima e a saúde

Caros leitores, peço perdão pelo involuntário hiato de dois dias sem postagens. É que uma pequena reunião em família teve consequências catastróficas. Meu sobrinho, que estava hospedado na casa de minha mãe, de passagem em Belém com a mulher e a filhinha, que completava seis meses, comprou uma torta, um pão de rosas, canudinhos e pãezinhos em uma tradicional doceteria (que acaba de alterar o nome) para marcar a data. No dia seguinte, eu, minha mãe, minha irmã, meu sobrinho e a esposa passamos muito mal, com vômitos incessantes que nos deixaram prostrados. A bebezinha teve diarreia e febre. Fiquei tão mal que não conseguia me alimentar, só água e em pequenos goles. Aí, claro, desidratada, não podia me manter de pé e nem sentada. O quadro fez disparar minha pressão e uma enxaqueca terrível, que me impedia até de abrir os olhos. Fui para a emergência da Unimed, tomei soros com medicamentos e muitas injeções e só hoje amanheci melhor, mas com crise na coluna, de tanto ficar deitada. Passei esses dois dias literalmente na cama, sem poder trabalhar, perdi compromissos importantes, não conseguia sequer olhar o celular. Meu sobrinho, que estava com passagens marcadas para o dia seguinte, passou tudo isso com sua família dentro de um avião e perdeu os dois primeiros dias de suas férias. Quando voltar, cobrará responsabilidades da doceteria. Fica o alerta para que tomem cuidado redobrado e não passem por isto.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *