Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Batizada de sagui-de-Schneider (Mico schneideri), em homenagem ao pesquisador brasileiro Horácio Schneider (1948-2018), geneticista da Universidade Federal do Pará e pioneiro da filogenética molecular de primatas, a descoberta alvoroçou a comunidade científica internacional. A nova espécie de sagui amazônico do…

Vias de fato entre ex-senador e prefeito

O fim de semana teve babado fortíssimo em São Caetano de Odivelas.
Tudo ia muito bem na festa de aniversário de uma tradicional banda de música do município. Até que o presidente da agremiação, em seu pronunciamento,  disse que o sonho deles era a construção da sede própria. Aí, o ex- senador Mário Couto(PSDB), na sua fala, alfinetou o prefeito Mauro Rodrigues Chagas, o Macalé(PSDB), afirmando 
que, caso a prefeitura não construísse a tal sede, ele a ergueria em mutirão com a comunidade.  O prefeito Macalé engoliu em seco a provocação. Mas quando Mário Couto sentou ao seu lado por força do protocolo, Macalé, exaltado, o chamou por adjetivos impublicáveis. Mário Couto, que estava acompanhado da esposa e de dois filhos menores, um de 12 e o outro de 8 anos, não levou o desaforo para casa. Desferiu um soco cinematográfico bem no queixo do prefeito. A festa foi, por assim dizer, empastelada, com direito a palavreado de baixo calão. A história, que movimentou os bastidores políticos, foi confirmada pela filha do ex-senador, deputada estadual Cilene Couto, líder do PSDB na Alepa. 



Desde o ano passado Macalé e Mário Couto romperam politicamente porque o prefeito apoiou a candidatura de Helenilson Pontes(PSD) ao Senado, malgrado o ex-senador tivesse confiança em seu apoio. Sentiu-se traído pelo correligionário. 



Embora haja muita especulação no sentido do desembarque de Mário Couto no PMDB, não existe nada certo. Ele está estudando propostas de alguns partidos, mas por enquanto só avaliando, garante Cilene Couto.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *