Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Transporte fluvial urgente!

O prefeito Zenaldo Coutinho deveria aproveitar a inauguração do Terminal Hidroviário de Belém Luiz Rebelo Neto, hoje, e anunciar de uma vez por todas o início da construção dos embarcadouros na Bernardo Sayão, Porto da Palha, Praça Princesa Isabel, Ver-O-Peso, distrito de Icoaraci, e ilhas do Mosqueiro, Outeiro, Cotijuba, Combu e Ilha Grande, que viabilização o sistema de transporte público rodofluvial. Ninguém entende tal demora. Aliás, era para ter sido priorizada a alternativa fluvial, que teria evitado esse verdadeiro inferno causado ao trânsito pelas interdições durante as obras do BRT.

É preciso ter coragem de romper a histórica distorção do rodoviarismo, diante de tanta água navegável à nossa disposição, com todas as vantagens de conforto, rapidez e e segurança que o transporte hidroviário – além de tudo ecológico – proporciona. Quem não prefere ir de barco ao trabalho, olhando a paisagem ribeirinha, ao invés dos superlotados ônibus, nas ruas engarrafadas? Ou colocar o carro num ferry boat e, ao invés de chegar já estressado ao trabalho, aproveitar para relaxar durante o percurso? Ainda que a tarifa precise ser subsidiada – e a dos ônibus é – , a prefeitura não pode perder de vista a qualidade de vida a oferecer a seus munícipes, a preservação de vidas humanas com a redução de acidentes, a diminuição da poluição ambiental e tantas outras vantagens, além do que economizará na área de urgência e emergência de saúde pública, atenuando em muito a demanda dos pacientes acidentados nos PSMs, por exemplo. 

Mas a Semob terá que se articular com a Capitania dos Portos e outros órgãos, a fim de fazer campanhas educativas e fiscalizar com rigor para que não poluam ainda mais o nosso rio, jogando sacos  e garrafas plásticas, latas e todo tipo de lixo que se vê comumente voando das janelas de ônibus e veículos particulares.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *