Em reunião conjunta das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (18) foi aprovado o projeto de lei nº 363/2021, que autoriza o Governo do Pará a contratar operação…

Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Thiago Araújo deixou o retrato da fé

Foto: Thiago Araújo
O jovem autor desta foto emblemática da fé que entrelaça todos os paraenses no Círio de Nazaré, Thiago Araújo, repórter fotográfico com talento transbordante, se foi ontem à noite, antes de chegar aos 30 anos, vítima de dengue hemorrágica.  Seu corpo está sendo velado na igreja de São Judas Tadeu e será sepultado hoje às 10h no cemitério São Jorge. 

Em tributo a Thiago – que era muito ligado ao meio cultural, especialmente à música – , reproduzo o texto que minha filha, Gabriella Florenzano, escreveu em sua página pessoal no Facebook, ao saber se sua partida deste plano espiritual:

“Há uns dois anos, às vésperas do Círio, eu estava em casa, em São Paulo, louca de vontade de me teletransportar para Belém e sentir o cheiro de maniçoba, quando essa imagem “caiu” na minha frente: a perfeita definição dessa nossa fé, literalmente tatuada no corpo, na alma. O autor, Thiago Araújo, era um rapaz, um fotógrafo muito talentoso como pude conferir imediatamente zapeando outras de suas fotos, que eu nunca tinha conhecido. “Roubartilhei” para minhas redes sociais e ele entrou em contato, extremamente simpático, e dizendo que se eu tinha gostado tanto, ele fazia questão de me dar de presente, emoldurada. Era só eu marcar. Fiquei tão feliz. E aí aconteceu daquelas coisas que sempre acontecem: sempre que ia a Belém, ia correndo, ou então se me delongava mais estava cheia de compromissos, e nunca escrevi a ele marcando a tal entrega. Hoje, de outro continente, fiquei sabendo da sua precoce partida deste mundo, e eu, que o conhecia apenas através de seu olhar deslumbrante sobre o mundo, só pude me recordar daquela primeira imagem que me permitiu, durante este breve tempo, me deleitar com um belo olhar que neste plano infelizmente se apagou. Que Nossa Senhora de Nazaré te receba em seus braços e que dê muita Força para a família e amigos.” 

Quando viu a foto, este foi o post de Gabriella:

“O Círio de Nazaré é uma tatuagem na alma de todos os paraenses, não importa a crença. A Nazica é muito maior do que religião, ela é a cultura de um povo, ela é uma corda de energia positiva, uma procissão de esperança e a confraternização numa mesa transbordando maniçoba (que, pra quem não sabe, é a tradução de felicidade). E mesmo para nós, belemitas exilados, sua passagem pelas ruas lotadas com milhões (sem pleonasmos) de pessoas em Belém significa um recomeço. Dos bons. Feliz Círio! Viva Nossa Senhora de Nazaré! Emoticon smile (“roubei” essa foto sensacional do ig do @seu_araujo)”

Uno-me a todos que amavam Thiago Araújo num abraço solidário. Que Deus o receba em paz e dê forças à sua família para superar este momento difícil! 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *