Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Selvageria nas ruas de Belém do Pará

Ontem, por  volta das 23:20h, bandoleiros fizeram um arrastão na Praça da República. Jogaram paus, pedras, tudo o que viam pela frente, atacando as pessoas que escutavam música e bebiam por lá e os que estavam em uma parada de ônibus e no Bar do Parque. O jornalista Henrique Miranda, que caminhava do outro lado, teve que se esconder e sair correndo pra não levar uma pedrada e ser assaltado.
 Houve grande alarido, muita gente corria desesperada para o meio da Av. Assis de Vasconcelos, em direção à Av. José Malcher e à Tv. Piedade, para fugir dos bandidos, e só por sorte ninguém foi atropelado. Um tiro foi disparado, não se sabe por quem. A PM só apareceu quase 10 minutos depois, em uma viatura, e ficou rodando em círculo, enquanto os meliantes já tinham seguido para a Doca de Souza Franco, onde aterrorizaram os frequentadores do Xícara da Silva, que fugiram em pânico para dentro do restaurante. Os criminosos quebraram muitos carros lá fora, até que apareceram umas 15 viaturas da polícia. Perto de um posto de combustível que fica de frente para o Hangar, também houve arrastão ontem à noite. Salve-nos, quem? A média de assassinatos no Pará é de 9 ao dia.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *