0
Dia de muito trabalho para a Polícia Federal: sete PMs foram presos, hoje, na operação Rapa, acusados de associação para o tráfico, prevaricação, corrupção passiva, tráfico de armas e otras cositas más.

O sargento Francisco E. J. S., e os cabos Gilberto B. G., Epitácio da S. N. e Wilson V. B. foram presos em Altamira. O capitão Isaac C. R. foi preso em Belém. Apesar de lotado no interior, ele estava na capital participando de curso de capacitação para promoção a major da PM. Os cabos Hélio A. de M. e S. e Luiz C. A. da S. se apresentaram na sede da PF em Altamira, agora à tarde. Só o cabo Laurivam de F. R. continua foragido, mas prometeu se entregar ainda hoje.

Todos prestaram depoimento na PF e serão transferidos para o Presídio Estadual Anastácio das Neves, na região metropolitana de Belém, onde ficarão à disposição da Justiça. O Geproc (Grupo Especial de Prevenção e Repressão às Organizações Criminosas), do Ministério Público do Estado, apoiou a operação.

Quatro traficantes da mesma quadrilha – Tonis F. da S., Jackson dos R., Neurivaldo A. S., Magalhães S. e o chefe do bando, Jackson dos S. -, estão presos em Porto Velho, Rondônia.
A PF apreendeu hoje de manhã, em fiscalização de rotina, 10 Kg de pasta base de cocaína numa embarcação da linha Manaus/ Santarém, acondicionados dentro de 32 metros de correntes, com mais de 300 elos. Desde o início do ano, a operação Sentinela, baseada em Óbidos, vem desbaratando os traficantes de drogas.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

O Basa e o nosso dindim

Anterior

Resquícios da Oban

Próximo

Você pode gostar

Comentários