Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Quatro candidatos renunciam

A deputada estadual Bernadete Ten Caten(PT), o ex-prefeito de Salinópolis Vagner Curi, Marilete Rodrigues Freitas e Maria Diana Silva, todos do PDT, renunciaram às candidaturas a vagas na Alepa. 

Foram interpostas duas impugnações ao registro de Vagner Curi (PDT – PPL – PTN e PSL), pelo Ministério Público Eleitoral e Coligação “Pra Frente Pará”, alegando sua inelegibilidade. Curioso que, após a homologação do pedido de renúncia pelo relator, desembargador Raimundo Holanda Reis, sobreveio contestação às impugnações propostas, considerada, obviamente, comprometida pela preclusão e cujo arquivamento foi determinado. Parece que o cliente não conversou com o advogado sobre sua decisão de jogar a toalha. 

Maria Diana Silva (PDT – PPL – PTN E PSL) sofreu impugnação ao seu registro de candidatura pelo Ministério Público Eleitoral, que aduziu, em síntese, ausência de prestação de contas, e, consequentemente, certidão de quitação eleitoral, mesmíssimo caso de Marilete Rodrigues Freitas, da Coligação PDT/PPL/PTN/PSL. Ao invés de contestar, renunciaram.
No caso de Bernadete Ten Caten, após a distribuição do requerimento de registro de candidatura, o MPE alegou a inelegibilidade da candidata, que preferiu renunciar. O relator, juiz
Marco Antonio Lobo Castelo Branco, homologou o pedido. É uma pena. Bernadete é uma deputada ativa e dinâmica e tem sido um bom exemplo de mulher com atuação na política.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *