“A Prefeitura de Belém, por meio da Comissão de Defesa Civil de Belém, informa que realizou vistoria técnica no bloco B do imóvel localizado na avenida Presidente Vargas, 762, no dia 11 de fevereiro, às 9h, em conjunto com representantes…

DEM e PSL ainda nem consumaram a fusão, prevista para outubro deste ano, mas a briga já é de foice. O ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto duelam nos bastidores pelo comando do novo…

Um pastor de igreja evangélica localizada no município de Breves, no arquipélago do Marajó, foi condenado a 39 anos de prisão por estupro de vulnerável, exploração sexual e por possuir e armazenar pornografia infantil, com o agravante de que ele…

Acionado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Ministério Público Federal recomendou ao prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, medidas efetivas para que os responsáveis pelo edifício conhecido como Bloco B da Assembleia Paraense assegurem a manutenção emergencial do…

Professores aguardam na Alepa intermediação dos deputados junto ao governador

Os professores e servidores da Secretaria de Estado de Educação do Pará, em greve há 43 dias, desde o meio dia de hoje ocupam a Assembleia Legislativa até que sejam recebidos pelo governador Simão Jatene(PSDB) ou recebam dele proposta considerada aceitável pela categoria. Eles não querem mais negociar com os secretários Alex Fiúza de Melo e Alice Viana e foram pedir ajuda aos parlamentares. O presidente da Casa, deputado Márcio Miranda(DEM), deixou todos à vontade, pediu à segurança que cuidasse para evitar qualquer situação de conflito, e convidou os líderes de todas as bancadas para receber uma comissão dos manifestantes. Na Sala VIP, foram expostas as reivindicações e feitos encaminhamentos. Estavam presentes os deputados Edilson Moura, Airton Faleiro e Alfredo Costa(PT), Edmilson Rodrigues(PSOL), Parsifal Pontes, Chicão, Nilma Lima e Simone Morgado(PMDB), e José Megale(PSDB), líder do Governo, além do presidente, deputado Márcio Miranda, e dos vereadores Fernando Carneiro e Marinor Brito (PSOL) e Cleber  Rabelo(PSTU).
 
As lideranças do Sintepp deixaram claro que todos desejam por fim à greve mas que continuam no movimento diante da intransigência do governo estadual, que teria ajuizado hoje duas ações contra a categoria. Criticaram também o MPE-PA, que, ao invés de conciliar, teria recrudescido ainda mais os ânimos.
 
Edmilson sugeriu que o governador Simão Jatene ofereça 240 horas-aula, com 25% de hora-atividade, e que faça uma proposta de parcelamento do retroativo, ao invés de jogar para os professores a tarefa de integrar uma comissão encarregada dessa tarefa, o que, em tese, seria aceito e a greve terminaria.
 
Chicão disse que o governo poderia usar os recursos da Taxa de Controle, Acompanhamento e Fiscalização das Atividades de Pesquisa, Lavra, Exploração e Aproveitamento dos Recursos Minerais do Estado (TFRM) e a deputada Simone Morgado aproveitou para tocar fogo, brandindo um documento do SIAFEM informando que o governo teria uma reserva de R$1,8 bilhão e mais R$450 milhões na conta da taxa mineral e que com esse dinheiro poderia pagar sem problema os R$72 milhões da dívida com os professores. Alfredo Costa anunciou que tem uma emenda inserindo no orçamento do Estado os R$72 milhões devidos aos professores.
 
Edilson Moura elogiou a postura do presidente Márcio Miranda e a condução do problema, e propôs que uma comissão de deputados fosse ao governador em busca de  proposta concreta, intermediando o fim da greve. Já Parsifal Pontes achou melhor delegar essa missão ao presidente e ao líder do Governo, José Megale.
 
Márcio Miranda realçou a necessidade de ser mantido o diálogo, a clareza que tem dos deveres do mandato, frisou que a Alepa está sempre de portas abertas a todos os movimentos sociais, mas ponderou que os deputados não podem obrigar o governador a receber os grevistas, esclarecendo o princípio de separação dos poderes. Entretanto, assumiu o compromisso de, ao lado das outras lideranças, intermediar um acordo de modo a viabilizar a retomada do ano letivo. Megale telefonou ao governador e conseguiu agendar para hoje à noite uma reunião dele com os parlamentares, no gabinete do Comando Geral da PM, às 22:30h. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *