A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

Parlamaz em Marabá


Em pronunciamento feito durante a abertura da 10ª reunião do Parlamento Amazônico, em Marabá, o presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda, foi enfático ao defender a imposição de condicionantes ambientais e sociais a fim de que o Pará não seja apenas “um quintal sem retorno”. A pauta do evento incluiu temas como mineração e meio ambiente e exploração mineral em terras indígenas, além da compensação pelas perdas em virtude da Lei Kandir, que já superam R$ 23 bilhões só pela isenção de impostos.

Salientando a existência de dezenas de projetos de usinas hidrelétricas na Amazônia, Márcio Miranda afirmou que o Pará não irá mais aceitar que sejam construídas barragens sem eclusas. 

O Parlamaz congrega as Assembleias Legislativas dos nove Estados que compõem a Amazônia Legal Brasileira: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Nessa reunião ampliada do colegiado, articulada pelos deputados João Chamon Neto (PMDB-PA) e Dirceu Ten Caten (PT-PA), que pela primeira vez o Parlamento Amazônico realizou em um município do interior, compareceram deputados dos nove Estados amazônicos, prefeitos, vereadores e lideranças comunitárias, inclusive indígenas.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *