Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

A igreja de São Francisco de Assis em Belém do Pará, carinhosamente chamada pelos fiéis de "Capuchinhos", completará cem anos de sua inauguração em 02 de outubro de 2022. A abertura oficial das festividades será com um concerto na igreja…

O trânsito continua matando mais do que muitas guerras. A administradora Gina Barbosa Calzavara, coordenadora dos bosquinhos da Universidade Federal do Pará, fez uma emocionante homenagem à memória do jovem Jean Serique Lameira, esportista do ciclismo e que também usava…

O Laboratório de Engenharia Biológica do Parque de Ciência e Tecnologia - PCT Guamá está estudando o sequenciamento genético do açaí, de modo a assegurar a rastreabilidade de ponta a ponta na cadeia produtiva e padrões de qualidade para os…

O Pará e seus projetos estratégicos

Quando do encerramento do  VII Forum TCE-PA, o presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda, aproveitou a presença do ministro Gilmar Mendes – que é o relator, no Supremo Tribunal Federal, da ação proposta pelo Estado do Pará, que pretende a regulamentação da Lei Kandir, com a necessária reposição das perdas com a desoneração da exportação através de compensação – e falou das questões estratégicas do Pará, como o aproveitamento multimodal da matriz de transportes, utilizando hidrovias e ferrovias aliadas às rodovias, além de defender a ampliação de investimentos dos órgãos de fomento, como o Basa, a Caixa Econômica e a Sudam, e, ainda, a captação de recursos via fundo de recebíveis, paralelamente à implantação de grandes projetos, como as usinas hidrelétricas, conforme propõe o governador Simão Jatene. A pauta apresentada é fruto da participação de todos os deputados estaduais, que foram convidados a contribuir na elaboração do documento entregue na ocasião em que se discutiu o PPA – Plano Plurianual do governo federal, em Belém. Agora, é preciso a bancada federal parauara se articular e se mobilizar, a fim de que os projetos saiam do papel. Está parecendo oxigênio. Todos sabem que existe mas ninguém vê.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *