A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

O imbroglio do projeto da PM

 FOTOS: EUNICE PINTO

Depois de horas de negociação com a secretária de  Estado de Administração, Alice Viana, deputados estaduais e o secretário de Segurança, Luiz Fernandes, com direito a desabafos e queixas da comissão representante das praças (soldados, cabos e sargentos) da PM, tudo parecia caminhar para uma solução amigável, na reunião presidida pelo deputado Raimundo Santos(PEN), na Alepa, hoje à tarde. O deputado Edmilson Rodrigues(PSOL) propôs emenda ao Projeto de Lei 34/2014, que dispõe sobre a política de remuneração dos oficiais da PM e do Corpo de Bombeiros do Pará, remanejando o percentual de 10% que lhes seria dado em novembro deste ano para 2015 e atribuindo às praças o aumento ainda este ano. Mas aí houve uma reviravolta. Os líderes das praças resolveram não mais aceitar a emenda, alegando que os 10% já tinham sido prometidos pelo governador. Em vão Edmilson ponderou que eles deveriam garantir o ganho e depois tentar ampliar. 


Colocado em votação em reunião conjunta das Comissões de Constituição e Justiça e de Fiscalização Financeira e orçamentária, sob a presidência do deputado Raimundo Santos, o projeto do Poder Executivo foi aprovado com a emenda de Edmilson. O deputado Carlos Bordalo(PT) retirou a emenda que tinha apresentado e a emenda de Parsifal Pontes(PMDB) foi rejeitada, contra os votos dos deputados Chicão, Simone Morgado, Josefina Carmo(PMDB) e Bordalo, que pediram que ela vá a plenário como destaque. 

A secretária Alice Viana explicou que o governo negociou em 2011 e 2012 com os soldados, cabos e sargentos da PM e Corpo de Bombeiros e celebrou um termo de compromisso que incluiu o pagamento semestral nos contracheques do auxílio-fardamento, no valor de um soldo; o auxílio-alimentação de R$ 300; adicional de risco de vida de 70%; e o pagamento do interstício de 5%, que estava atrasado havia muitos anos. O projeto relativo aos oficiais escalona ganhos salariais para os próximos quatro anos. 

O grande é o limite máximo de 48,60% fixado pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O Pará já está com os gastos com pessoal no patamar de 47,50%, acima do limite prudencial e muito perto do teto. O Governo do Estado chega aqui ao limite de suas possibilidades de atender as reivindicações salariais das praças. Reconhecemos que as expectativas são justas, e mantemos nossa disposição em negociar sempre, mas não podemos fugir à responsabilidade do Governo do Estado de cumprir os limites de gastos com pessoal estabelecidos em Lei”, justificou Alice Viana. 

Participaram também da reunião os deputados José Megale, líder do Governo, Ana Cunha e Tetê Santos (PSDB); Alfredo Costa(PT), José Francisco(PMN), Luzineide Farias(PR), Cássio Andrade e Sidney Rosa(PSB). O projeto deve ser apreciado em plenário na quarta-feira, 2.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *