O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

O assalto nosso de cada dia

Ninguém aguenta tanta violência. Hoje, um assalto dentro de um ônibus, na Av. Senador Lemos, deixou oito pessoas feridas. Uma das vítimas foi atingida por uma bala na cabeça.  Os demais se feriram ao fugir do ônibus em movimento, em pânico com os tiros. O rapaz baleado, identificado como Aldo Martins da Silveira Jr, de 24 anos, ficou na sarjeta sangrando, desmaiado, até chegarem as ambulâncias do SAMU e da Unidade Municipal de Saúde da Sacramenta. Três pessoas foram encaminhadas para o HPSM Mário Pinotti: Eriane Souza e Silva, 19, Dorivaldo Barros Trindade, 55, e Ângela de Tal; quatro foram para o Hospital Metropolitano: Evelin Luane Rabelo da Luz, 17 anos, Thalia Karoline Santos Gomes, 19, Sandra Regina Teixeira Martins, 43; e Aldo; e uma para a emergência da Unimed Doca: Emanoel Calandrine Azevedo Filho.

Na quarta-feira(6), por volta das 18h, o juiz José Roberto Pinheiro transitava em Belém pela avenida Pedro Álvares Cabral, esquina com a travessa Djalma Dutra, quando foi atacado por dois indivíduos armados, um deles apontando arma de fogo para a sua esposa. O magistrado, que estava armado, reagiu atirando duas vezes em direção aos assaltantes e assim conseguiu liberar sua mulher. De imediato se apresentou à presidência do Tribunal de Justiça do Estado, como determina a Lei Orgânica da Magistratura, se colocando à disposição das autoridades para os procedimentos legais.

Na Av. José Malcher, bandidos ficam em motocicletas assaltando quem para nos sinais de trânsito. Todos os dias, em vários pontos da cidade, acontecem assaltos. Salve-se quem puder!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *