Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Novos documentos da Comissão da Verdade


Documentos do Centro de Inteligência da Aeronáutica, datados de janeiro de 1973, revelam os estudantes paraenses Humberto Cunha, Hecilda Fonteles e Paulo Fonteles de Lima, todos presos e torturados fora do Pará, atingidos pelo discricionário Decreto 477, que impedia que estudantes acusados ou condenados por crimes contra a Lei de Segurança Nacional pudessem frequentar as universidades pelo período de três anos.
Hecilda, nesta fotografia, provavelmente feita no Pelotão de Investigações Criminais da Polícia do Exército, em Brasília, estava grávida de seu primogênito, Paulo Fonteles Filho.
O material foi enviado à Comissão Estadual da Verdade do Pará pelos pesquisadores Roberto Monte (RN) e Marcelo Zelic (SP).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *