A juíza Sara Augusta Pereira de Oliveira Medeiros, titular da 3ª Vara Cível, Infância e Juventude, Órfãos, Interditos e Ausentes de Castanhal (PA) exarou uma sentença emblemática, em plena Semana da Pessoa com Deficiência: obrigou a Escola Professor Antônio Leite…

Observando que é irracional o deslocamento de grande quantidade de pacientes em busca de tratamento, o Ministério Público do Pará ajuizou Ação Civil Pública contra o Estado do Pará e o Município de Marabá, para a criação de Unidade de…

O governador Helder Barbalho sanciona hoje à noite, em cerimônia no auditório do Centur, o 'Vale Gás' e o 'Água Pará', destinados a famílias de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade social. Ambos serão gerenciados e fiscalizados pela Secretaria…

Ciclistas liderados pelo grupo Pedal Mulher Nota 100, com apoio de alunos e voluntários da Universidade Federal do Pará e da Academia Paraense de Jornalismo, realizarão uma performance, nesta quinta-feira (23), das 8h às 10h, a fim de chamar a…

Não se pode deixar pra lá

A Sesma tem 10 dias para apresentar ao
MPE-PA cópia integral do procedimento administrativo de dispensa de licitação,
com informações sobre aquisições realizadas, origem e justificativa da situação
de emergência e indicação dos responsáveis pelas omissões que provocaram falta
de medicamentos básicos, material técnico hospitalar e odontológico nos postos
de saúde e hospitais de Belém.
As informações serão processadas pela
8ª promotora titular de justiça de direitos constitucionais fundamentais,
defesa do patrimônio público e da moralidade administrativa da capital, Elaine
Castelo Branco, que instaurou procedimento administrativo preparatório para
apurar os motivos que causaram o estado de emergência que fundamentou o
afastamento de licitação para compra de material na Sesma.

Está certíssima a promotora. É preciso
apurar as responsabilidades e punir exemplarmente os responsáveis. Muita gente
já morreu nas calçadas dos PSMs da 14 de Março e do Guamá por falta de
atendimento. Nada trará essas vidas de volta. Mas outras mortes poderão ser
evitadas.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *