A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

MP não quer recuperação judicial da Yamada

O promotor de Justiça Sávio Rui Brabo de Araújo, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Falências e Recuperação Judicial de Belém, interpôs perante o Tribunal de Justiça do Estado Agravo de Instrumento requerendo a extinção, sem julgamento do mérito, da Ação de Recuperação Judicial  do grupo Y. Yamada. Alega que a empresa não apresentou toda a documentação contábil e societária na petição inicial, o que prejudicaria a análise da real situação econômica. 


É que, enquanto durar o processo de recuperação judicial, todas as dívidas da empresa, inclusive as trabalhistas, não podem ser executadas, evitando que os bens dos sócios, por exemplo, sejam penhorados e levados à hasta pública para pagar verbas rescisórias. O MP argumenta que quer evitar a dilapidação ou o escondimento dos bens do grupo econômico e dos sócios que, em última análise, são garantias de pagamento aos credores.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *