Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Movimento Belém Livre invadiu plenário da Câmara

Fotos: Movimento Belém Livre
A primeira sessão da Câmara Municipal de Belém já sinalizou, hoje, que o ano será de muitas emoções políticas. O prefeito Zenaldo Coutinho(PSDB) foi ler a Mensagem da tribuna mas a turma do Movimento Belém Livre, que tinha organizado ato público em protesto contra o aumento da tarifa de ônibus e pela nomeação de candidatos aprovados em concursos públicos, aproveitou o momento para dar visibilidade às reivindicações e dois integrantes do movimento invadiram o plenário gritando palavras de ordem e segurando cartazes.
Foram retirados à força pela Guarda Municipal, o que revoltou os demais, que tentaram intervir e foram dispersados com o uso de spray de pimenta. Os manifestantes, então, ocuparam o hall de entrada e o lado de fora do prédio, gritando palavras de ordem. Quando a sessão encerrou já era por volta das 13h. O prefeito deu uma entrevista coletiva à imprensa, minimizando o ocorrido e dizendo que “manifestações fazem parte da democracia”, e que poderá atender os manifestantes quando eles quiserem dialogar.
Falou sobre as obras do BRT e os alagamentos no período de chuva e deixou a Câmara pela saída dos fundos. 

O Movimento está convocando o povo a ir às ruas resistir ao aumento da tarifa de ônibus de R$2,20 para 2,40, a lutar pelo passe livre estudantil e CPI do Transporte. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *