Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

LOA 2018 e PPA aprovados

Foto: Ozéas Santos
A Alepa aprovou hoje a revisão do Plano Plurianual e a Lei Orçamentária Anual, de iniciativa do Poder Executivo. O PPA adequa e ajusta a programação de metas à realidade fiscal, financeira e econômica do Pará, no período 2016-2019. A LOA estima receitas e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2018. Pela primeira vez, cada um dos 41 deputados pôde fazer emendas previamente acordadas, cujo valor individual gira em torno de R$1 milhão. A experiência diferente resultou de articulação do presidente, deputado Márcio Miranda, e do líder do Governo, deputado Eliel Faustino, garantindo tratamento igualitário para os parlamentares tanto da situação quanto da oposição, o que resultou em clima de paz e tranquilidade: não houve nem debate em plenário na hora de votação, menos ainda embate.

As metas no PPA passaram de R$ 40 bilhões para R$ 37 bilhões. Porém, o governador Simão Jatene assegurou que os programas nas áreas prioritárias e estruturantes não foram afetados. 
O orçamento 2018 é de R$ 27,1 bilhões, e com a transferência do Fundeb, de R$ 2,8 bilhões, fica em R$ 24,3 bilhões. R$ 2,6 bilhões vão para o Legislativo e Judiciário e R$ 3,1 bilhões são transferências municipais obrigatórias. R$ 14,1 bilhões representam receitas de arrecadação própria, R$ 8,9 bilhões dizem respeito a receitas transferidas, R$445,3 milhões são estimativas de operações de crédito, R$ 2,6 bilhões referem-se a receitas vinculadas à administração indireta e R$1,2 bilhão têm origem intraorçamentária. 

Para a Educação vão R$ 3,8 bilhões, sendo R$ 3 bilhões comprometidos com gastos com pessoal; R$ 2,9 bilhões para Segurança, com R$ 1,9 bilhão para pessoal. Na Saúde o montante é de R$ 2,7 bilhões, com R$ 1 bilhão para pagamento de pessoal. 

Jatene esclareceu que a programação financeira tomou como base referencial a projeção do crescimento médio do PIB, para o período de 2018 e 2019, de 3,59%. Outra referência está associada à aplicação da média inflacionária para o mesmo período, de 4,3%, estabelecida pelo IPCA. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *