Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Justiça e Cidadania de Belém a Macapá

Oitenta escolas municipais serão beneficiadas com o convênio da Amatra8 com a Secretaria Municipal de Educação de Macapá(AP), além do convênio com o Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP), que fará o acompanhamento científico das atividades do programa Trabalho, Justiça e Cidadania

O I seminário de Formação de Multiplicadores do Programa TJC da capital do Amapá foi a primeira ação dessa parceria que se estende a partir de Belém do Pará, considerada muito emocionante e gratificante pelos seis juízes do Trabalho (Ângela Maués, Claudine Rodrigues, Natasha Schneider, Océlio Morais, Vanilza Malcher e Zuíla Dutra), pela procuradora do Trabalho Sílvia Silva e pela advogada Isabel Amanajás, que ministraram palestras a cem professores da rede pública municipal e alunos do CEAP, abordando temas como noções de direitos humanos, direitos básicos do trabalhador, segurança e saúde no trabalho e combate ao trabalho infantil, além do Desembargador Vicente Malheiros da Fonseca, que representou o TRT8 na ocasião. O TRE-AP cooperou cedendo vários espaços de suas dependências para a realização do evento, bem como seus servidores, que ajudaram na organização do encontro. Vários servidores da Justiça do Trabalho também se empenharam como voluntários. 

Para a presidente da Amatra8, juíza Claudine Rodrigues, foi uma valiosa oportunidade de os magistrados trabalhistas serem agentes de transformação social fora dos autos do processo. No mesmo sentido, a coordenadora do Programa TJC, juíza Zuíla Lima Dutra, realçou a contribuição para o fortalecimento do compromisso humanístico de servir com amor crianças das escolas públicas. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *