Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Governo federal excluiu hidrovias no Pará

Nesta segunda-feira,o ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, apresenta os empreendimentos previstos para o Estado do Pará na nova etapa do Programa de Investimentos em Logística 2015/2018 do governo federal, em reunião técnica às 10:30h, na sede do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará. A Fiepa vem reivindicando através do Programa Norte Competitivo, desde 2009, a ampliação de investimentos no setor de logística, de modo a garantir maior competitividade aos produtos da região. Agora, o governo federal anuncia R$ 198,4 bilhões para os próximos anos dentro da nova fase do PIL, que vai privatizar aeroportos, rodovias, ferrovias e portos do Brasil. Desse total, R$ 24,3 bilhões destinados ao Pará.
Para este ano, está programado o leilão de concessão de trecho daBR-163 (Santarém/Cuiabá) entre Sinop(MT) e Itaituba(PA), com 976 Km, orçado em R$ 6,6 bilhões, da iniciativa privada; e a concessão de dois trechos ferroviários: a Norte-Sul, entre Barcarena(PA) e Açailândia(MA), em lote que inclui o trecho Palmas (TO) e Anápolis (GO), estimados num total de R$ 7,8 bilhões. Já a ferrovia entre Lucas do Rio Verde(MT) e Miritituba(PA), deverá custar R$ 9,9 bilhões. 

A publicação Pará Investimentos, que será lançada no dia 25 deste mês, traz em seu radar investimentos que contemplam recursos de R$ 66,7 bilhões em infraestrutura e logística, correspondendo a 37,4% do volume total previsto para o estado, que é da ordem de R$ 178 bilhões. Além de alguns projetos do setor público como, por exemplo, a construção dos terminais no porto de Vila do Conde – o maior da região Norte – a novidade é a implantação de terminais de uso privativo na região do Tapajós e na Grande Belém, como o da Bunge, com investimentos na ordem de R$ 700 milhões bem como os terminais fluviais do grupo argelino Cevital em Santarém e Miritituba, com aporte de R$ 6 bilhões. 
A ampliação do programa federal de concessões em infraestrutura, criado há 3 anos, compartilha com a iniciativa privada a ampliação e gestão da infraestrutura de transportes, mas é considerada tímida pelo setor industrial parauara, comparado ao volume de investimentos da iniciativa privada previstos para o período de 2015 a 2020 para o Estado, presentes na publicação Pará Investimentos, elaborada pela iniciativa Redes – Fiepa, que envolve mais de R$ 60 bilhões para as áreas de infraestrutura e logística. 

O governo federal contempla R$ 24,3 bilhões no setor de logística mas exclui as hidrovias, que são estratégicas não só para a região, mas também têm caráter de integração nacional, com a vantagem do custo de implantação menor que os demais modais de transporte. 

Via Programa Norte Competitivo, concebido em 2009, a Fiepa propõe uma estrutura de transporte intermodal envolvendo ferrovias, hidrovias e portos. A ideia já foi apresentada ao governo federal e aguarda retorno sobre a possibilidade de parceria e fontes de financiamento para  sua viabilidade. 

O presidente da Fiepa, José Conrado Santos, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Adnan Demachki, a equipe técnica do ministro, autoridades, representantes de entidades de classe e empresários do setor de logística do Estado confirmaram presença no evento.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *