Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Fogo na Resex Terra Grande – Pracuúba


Ibama, ICMBIO, Ministério Público Federal e Estadual e Defesa Civil precisam socorrer a Reserva Extrativista Terra Grande – Pracuúba, que engloba parte dos municípios de Curralinho e São Sebastião da Boa Vista, no arquipélago do Marajó, e onde há mais de 20 dias um incêndio de grandes proporções atinge 23 comunidades tradicionais, várias delas já isoladas, sem água potável e mantimentos. O fogo está sendo combatido por terra pelos moradores da reserva que, no último domingo, 6, receberam reforço de 16 bombeiros mas sem os equipamentos necessários. Conforme o presidente da Associação dos Moradores, Sílvio Tavares de Souza, mais de 20 mil hectares de mata nativa já queimaram. Há mais de cinco meses não chove na região e são vários e sem controle os focos de incêndio

Os comunitários denunciam que o Instituto Chico Mendes da Conservação da Biodiversidade(ICMBIO), órgão federal responsável pela gestão da Resex, não se mobiliza para socorrer os atingidos. Nem mesmo a Defesa Civil do Estado foi acionada para prestar assistência à população, os moradores estão abandonados à própria sorte. 

A Reserva Extrativista Terra Grande – Pracuúba tem área aproximada de cento e noventa e quatro mil, seiscentos e noventa e cinco hectares, dezoito ares e oito centiares e foi criada através de – vejam só! – um decreto sem número, datado de 05 de junho de 2006, assinado pelo ex-presidente Lula. O art. 2º do diploma legal estabelece que a Resex tem por objetivo básico proteger os meios de vida e a cultura dessas populações e assegurar o uso sustentável dos recursos naturais renováveis tradicionalmente utilizados pelos extrativistas residentes na área de sua abrangência. No art. 3º, estipula que “caberá ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis-Ibama administrar a Reserva Extrativista de Terra Grande-Pracuúba, adotando as medidas necessárias para a sua implantação e controle”. 

A paisagem que vocês veem na foto do ICMBIO poderá nunca mais existir, a continuar esse descaso.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *