Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Batizada de sagui-de-Schneider (Mico schneideri), em homenagem ao pesquisador brasileiro Horácio Schneider (1948-2018), geneticista da Universidade Federal do Pará e pioneiro da filogenética molecular de primatas, a descoberta alvoroçou a comunidade científica internacional. A nova espécie de sagui amazônico do…

Faroeste caboclo

Deem uma olhada no fuzil calibre ponto50 aí na foto, apreendido na sexta-feira, 19, durante operação da Polícia Civil em Marabá. Estava em poder de assaltantes de banco que explodiram dois carros-fortes no final de novembro do ano passado, no distrito de vila Sororó, entre Marabá e Eldorado dos Carajás, foi usado contra o carro-forte da Prosegur  na PA-279, terça-feira passada, e com ele planejavam praticar novo assalto na região de Paragominas. Mais de 40 explosivos e munições de calibres .50 e 7,62 foram apreendidos. 

O delegado-geral Rilmar Firmino explicou em entrevista coletiva que esse fuzil é armamento de guerra, capaz de derrubar um helicóptero e perfurar veículos com blindagem. 

Coordenadores da operação em Marabá, os delegados Evandro Araújo, diretor da Divisão de Repressão ao Crime Organizado, e Ricardo do Rosário, titular da Divisão de Repressão a Furtos e Roubos, contaram que, com apoio da Superintendência Regional e da Seccional de Polícia de Marabá e, ainda, do Grupo Tático Operacional da PM de Marabá, as equipes da DRCO e DRFR foram até a cidade. Prenderam o marabaense Alexandro da Costa Souza, encontrado em uma caminhonete que transportava as armas. Assim, localizaram onde o resto do bando se escondia, no bairro Belo Horizonte. 

Os bandidos desconfiaram da demora do comparsa e se posicionaram armados no muro da residência. Quando as viaturas chegaram foram recebidas à bala. O pernambucano Saulo Frederico Alves Freire atirou com o fuzil contra os policiais e foi abatido. Durante perseguição cinematográfica, o amapaense Josiel Oliveira Costa foi preso. Quatro invadiram a casa vizinha e fugiram com dois reféns, que depois libertaram, e se embrenharam na mata. 

Desse jeito, ninguém vai querer mais assistir aos filmes de Hollywood. A ação por estas bandas é ao vivo e em cores.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *