Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Exercício de futurologia política

Já começaram a pipocar as pesquisas eleitorais e o burburinho é grande para tentar adivinhar o resultado das urnas, como sempre. A Doxa soltou a segunda pesquisa sobre a disputa para a Prefeitura de Belém, registrada no TRE-PA sob o nº PA-08502/2016, realizada entre os dias 26/07 a 28/07/2016 com 777 entrevistados. Na espontânea, Edmilson Rodrigues (PSOL) aparece em primeiro lugar com 20,5%, seguido pelo prefeito Zenaldo Coutinho (PSDB) com 11,2%. O terceiro colocado é o deputado federal Éder Mauro (PSD), com 8,5%; seguido pelo deputado federal Arnaldo Jordy (PPS), com 2,5%; a jornalista Úrsula Vidal (Rede), que tem 1,1%; o deputado estadual Lélio Costa (PC do B), com 0,5%; e o ex-reitor da UFPA Carlos Maneschy (PMDB), com 0,3%. Os que não sabem ou que pretendem anular o voto chegam a 51,8%. O que é alarmante. Para o bem e para o mal.

Já na estimulada, Edmilson permanece em primeiro lugar, subindo para 33,5%; Eder Mauro vai para a segunda posição,  com 27,1%; e em terceiro lugar fica Zenaldo Coutinho com 12,7%. Jordy obtém 6%; Ursula Vidal 4,3%; Maneschy, 1,4%; Lélio Costa, 0,8%; e Regina Barata, 0,8%. Os votos flutuantes (branco, nulo e indecisos) somam 14,9%. 

Zenaldo é o mais rejeitado, com 37,5%. Depois vem Edmilson com 12,1%, seguido de Eder Mauro, com 10%. Jordy aparece com 7,1%; Lélio Costa, 4%; Maneschy, 3,7%; Regina Barata, 2,9% e Úrsula Vidal, 2,6%. A administração de Zenaldo é reprovada por 51,4% dos eleitores. A aprovação é de 12% e a avaliação Regular chega a 35,7%. Já o governo Jatene, em Belém, é reprovado por 43,9%. A aprovação é de 13,6%. A avaliação Regular é de 41,2%. Por sua vez, o recentíssimo governo Temer já é reprovado por 39,4%. A aprovação é de apenas 7 %. A avaliação Regular fica em 34,4%. 

Entre os seis maiores problemas que afligem a população de Belém, em primeiro lugar aparece “Violência/insegurança”, depois “descaso com a saúde”, “trânsito/mobilidade”, “desemprego”, “educação”, e “saneamento”. Faz sentido!

A Doxa testou seis nomes numa possível disputa para o governo do Estado em 2018. Edmilson Rodrigues aparece em primeiro lugar com 26,2%, seguido por Eder Mauro, com 20,2%. O ministro Helder Barbalho(PMDB) vem em terceiro lugar com 12,9%, os senadores Paulo Rocha(PT) e Flexa Ribeiro(PSDB) ficam empatados, ambos com 5,1%; e o deputado estadual Márcio Miranda(DEM), presidente da Alepa, surge com 2,6%.  

Acontece que esse cenário é irreal. Márcio Miranda não tem a menor pretensão de ser candidato ao governo e sim ao Senado. Por outro lado, outro nome, que pode ser o candidato da situação ao governo, o secretário de Estado Adnan Demachki, não foi inserido na consulta. Também há que se considerar o desempenho de Helder Barbalho no Ministério, os efeitos avassaladores da Operação Lava Jato e do impeachment, e ainda se tem dois anos pela frente. O que pode mudar tudo. Ou seja, é querer ler em bola de cristal, que em política não funciona. Como diz aquele filósofo mudo de Oriximiná: hummmmmm….hummmmmmmm….

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *