Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Estupro coletivo de adolescente no Pará

A Polícia Civil está apurando o registro de ocorrência de estupro de uma adolescente de 16 anos, no bairro do Aurá, em Ananindeua, ocorrido na noite da sexta-feira passada, no residencial Jader Barbalho, no Aurá. A garota foi encontrada por familiares no quarto de uma casa, semi-nua e com sinais evidentes de estupro, que teria sido cometido por 6 ou 8 indivíduos. Na festa, chamada de “social”, havia cerca de 30 pessoas, entre homens, mulheres e adolescentes.
Em depoimento, a garota disse que não lembra do que aconteceu após as 18h de sexta-feira passada, horário em que teria chegado à festa. Segundo os pais, a menina saiu a pretexto de estudar com uma amiga, e não retornou para casa. 

O delegado Marcílio Diniz iniciou as investigações após receber o caso no início desta semana. A menina passou por exames médicos e também perícia no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. Os laudos indicaram, de forma preliminar, que houve estupro.
Quatro rapazes que participaram da “social” já foram ouvidos e negaram o crime. Nos próximos dias, a polícia deve ouvir o dono da casa e um dos organizadores da festa, cujo endereço ainda não foi localizado. A vítima vai receber atendimento psicossocial no Propaz Integrado.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *