Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Epaminondas Gustavo chega ao CNJ

O personagem Epaminondas Gustavo, criado pelo juiz Cláudio Rendeiro, da 1ª Vara de Execuções Penais de Belém, virou celebridade. Agora suas tiradas sensacionais, com sotaque do caboclo parauara, sobre direitos e deveres do cidadão no programa de rádio “Escuta, mano, meu recado”, que já eram transmitidas pela Rádio Web Jus, do TJE-PA, e pelas Rádio Cultura FM e Rádio Unama, podem ser ouvidas no portal do CNJ e no blog Interesse Público, do jornalista Frederico Vasconcelos, da Folha de São Paulo. 

Temas como violência doméstica, estatuto do idoso, serviço eleitoral, auxílio reclusão e outros mais espinhosos são abordados com bom humor e irreverência em um minuto de programa educativo cujo roteiro e locução são feitos pelo próprio juiz Cláudio Rendeiro, que atua há 19 anos na magistratura e criou o personagem Epaminondas em 2007, quando atuava na Vara de Penas Alternativas. De lá para cá, fazia sucesso em cursos de capacitação no Fórum e em grupos de WhatsApp e em novembro do ano passado o próprio TJE-PA resolveu adotar o personagem e bancar o programa.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *