Hoje a Assembleia Legislativa do Pará retomou seus trabalhos no segundo período legislativo do terceiro ano da da 19ª Legislatura, de forma totalmente presencial, apesar da reforma do prédio sede do Palácio Cabanagem e do próprio plenário Newton Miranda. Após…

Em visita oficial, a Academia Paraense de Jornalismo e a Comissão de Defesa do Patrimônio Histórico do Instituto Histórico e Geográfico do Pará pediu ao prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, o veto à alteração dos nomes da Rua da Municipalidade…

O IV Distrito Naval da Marinha do Brasil, em parceria com o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), Praticagem da Barra do Pará, Sociedade Amigos da Marinha Pará, Secretarias de Saúde de Barcarena e do Estado do Pará, Tribunal…

Guy Veloso, filho do saudoso jurista, notário e político Zeno Veloso, plantou em sua memória um pé de baobá na Universidade Federal do Pará, onde o ilustre parauara se destacou como professor de direito civil e direito constitucional, formando gerações…

Deputado Iran Lima esclarece

Recebi, na caixinha de comentários do post “O porquê da mágoa de Iran com Jatene”, a seguinte mensagem, da lavra do líder do PMDB na Alepa, deputado Iran Lima, que veiculo com o devido destaque, pelo contraponto ao que foi noticiado:

“Avisado por um amigo, tomei conhecimento de que fui citado em sua coluna desta data, em relação declaração que fiz em reunião reservada na Alepa, onde você relata que o microfone emudeceu como se eu tivesse concluído minha argumentação sobre a pseudo independência e autonomia da Comissão de Incentivo Fiscais constituída pelo Jatene. 

Na verdade, e considerando o contexto da reunião, tratávamos sobre essa suposta independência e autonomia, considerada por muitos como fictícia, visto que o Jatene, então Secretário de Planejamento (e não de Produção) e Presidente dessa Comissão, não aceitava opinião ou pareceres diferentes do seu pensamento, agindo como uma criança que não beneficiada no time de futebol, retirava sua bola de campo e acabava o jogo. 

Estando agora novamente com a “bola”, ou melhor, com a caneta que nomeia e exonera, decreta ou bloqueia, será que não teremos um novo caso Cerpasa? 

Ao cobrarmos a postura legalista, demonstramos a nossa preocupação com o nível da arrecadação da receita estadual, visto que o Jatene costumeiramente alega a não realização de muitos serviços e obras para a população por exclusiva falta de recursos. Assim, com a Lei dos Incentivos aprovada, mas com o poder do Jatene em decretar quem dele se beneficia, cria-se uma insegurança jurídica e econômica que não permite à sociedade (aí incluídos os próprios empresários beneficiados), ter a certeza de que esse benefício se manterá como o contratado, sem depender dos humores do Jatene. Portanto, não ha mágoas, mas sim grandes incertezas com o futuro do Pará.  

Obrigado pela oportunidade em esclarecer essa situação. 
Iran Lima 
Deputado Estadual”

Nota do Blog: Com todo respeito, deputado Iran Lima, em nenhum momento faltei com a verdade, apenas não escrevi a nota sob seu ponto de vista. A questão de sua incerteza foi evidenciada de forma bem clara, e inclusive informando quanto à resposta do titular da Sedeme, que enumerou os órgãos componentes da Comissão, todos representados por técnicos de carreira, enfatizando que é presidida pelo secretário da Fazenda, que é auditor fiscal do quadro da Sefa. 

Entendo que a oposição pode – e deve! – cumprir seu papel, mas o jornalismo é livre para dar o tom da notícia, desde que não se afaste da realidade, o que é o caso. O post tratou de forma leve o debate, até porque o projeto de diferimento de ICMS teve o seu apoio e de toda a bancada do PMDB. No mais, é preciso esclarecer que a reunião em tela não foi reservada, estavam presentes outros jornalistas que cobrem o trabalho do Legislativo, além de assessores de imprensa. Tenho muito zelo em separar o que é sigilo profissional, em razão de meu cargo de consultora da Alepa, e o que é notícia publicável.

Fique à vontade para usar este espaço, a casa é sua. Obrigada por sua contribuição e parabéns por seu trabalho.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *